1 de out de 2014

Os interiores de caminhões e utilitários conceituais futuristas do Salão de Hanôver 2014

Os interiores de caminhões e utilitários conceituais futuristas do Salão de Hanôver 2014

Hanôver/Alemanha - A beleza e a ousadia do Salão de Hanôver não esteve apenas nas carrocerias modernosas e reluzentes. Na edição de 2014 do maior evento de veículos comerciais do mundo, que acontece a cada dois anos na cidade alemã e se encerrou no dia 2 de outubro, alguns dos destaques estilísticos não estavam assim tão evidentes. Era preciso entrar nos caminhões e vans para descobrir o trabalho arrojado dos designers automotivos de interiores. Mesmo nos modelos virtuais, construídos apenas em software e dentro de computadores, o design da cabine se fez presente. E a observação dos estilos dos habitáculos mostrados nos conceitos exibidos em Hanôver revelou que o ambiente de trabalho dos caminhoneiros e motoristas de utilitários do futuro será bem mais elegante do que o dos seus colegas de hoje. [Veja a galeria de fotos no site]

Veja também:

  • Mercedes-Benz Future Truck 2025
  • Salão de Hanôver 2014
Os interiores dos futuristas veículos de transporte de cargas deram ênfase à proposta de fazer dos motoristas profissionais muito mais do que simplesmente pessoas que dirigem veículos comerciais. Os caminhões e vans das próximas décadas, pelo que se insinuou em Hanôver, serão praticamente “escritórios móveis”. Em alguns casos, o motorista não precisará sequer dirigir. Com os sistemas de direção autônoma, como os que equipam o Future Truck 2025, caminhão-conceito da Mercedes-Benz, ao atingir a velocidade de cruzeiro em uma estrada, o motorista poderá simplesmente abandonar o volante e os sistemas eletrônicos se encarregarão de manter a trajetória segura. Na cabine hi-tech, destaca-se um tablet para que o motorista possa acessar a internet e cuidar de negócios enquanto o caminhão trafega pelas estradas no modo autônomo. E os antigos e grandalhões espelhos externos simplesmente desapareceram. Dão lugar a telas no interior do habitáculo que reproduzem as imagens de retrovisão captadas por câmaras. Na mesma linha futurista, o modelo da cabine virtual apresentado pela fabricante alemã de sistemas automotivos Bosch mostra como as inovações técnicas irão interagir com o gerenciamento de informações. No conceito virtual denominado “Driver’s workplace and coach cabin of the future” – algo como “Local de trabalho e cabine do motorista do futuro” –, os vários instrumentos e mostradores estão concentrados em um painel de instrumentos livremente programável. O sistema adapta o conteúdo da tela para se adequar à situação: informações importantes são mostradas no primeiro plano, enquanto as de menor prioridade aparecem no fundo. Além disso, como no conceito de Mercedes-Benz, os espelhos retrovisores também são substituídos por um sistema de câmaras com monitores, tendo o efeito adicional de reduzir a resistência ao ar. Telas de alta resolução disponibilizam a transmissão da imagem dessas câmaras em tempo real. A conectividade à internet e ao sistema multimídia também conta com inúmeras opções. Também no campo virtual, a Delphi apresentou em seu conceito Tech Truck um cluster onde os tradicionais instrumentos – velocímetro, conta-giros, computador de bordo, etc – foram substituídos por conjuntos digitalizados reconfiguráveis. Segundo a fabricante de sistemas automotivos norte-americana, o objetivo é facilitar o acesso às informações e à conectividade, sem comprometer a segurança.

Num estilo mais minimalista, a van conceitual Iveco Vision, como o nome indica, valoriza a visão. Amplas superfícies envidraçadas garantem uma visibilidade incomum, enquanto a visão de câmara traseira é exibida em uma tela panorâmica no topo do para-brisa. O design da marca italiana abusa das linhas fluidas e do ar “clean”, com tons de azul e cinza metalizados. E o volante foi substituído por algo que lembra mais um manche de avião. Já no “concept” Volkswagen Tristar, o estilo hi-tech surge mesclado com o retrô. O painel monolítico faz lembrar a forma e a funcionalidade simples dos modelos anteriores da Transporter – clássica van alemã da qual a Tristar é derivada. O interior desse misto de van com picape tem uma mesa-tablet de 20 polegadas com um sofisticado sistema de videoconferência, com fones e saídas de som ao lado dos bancos do condutor e passageiro, que são rotativos e deslizantes. A proposta é transformar o veículo em lugar perfeito para reuniões. Algo bem dentro da proposta de “homem de negócios” que a indústria automotiva mundial aparentemente imagina para os profissionais de transporte de cargas do futuro.
Autor: Luiz Humberto Monteiro Pereira (Auto Press)
Fotos: Divulgação

Dentro das tendências - Interior dos conceitos futuristas do Salão de Hanôver revela os rumos do design das cabines de caminhões e utilitários

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Caminhões
Publicado em: 01 Oct 2014 09:30:00
Ler mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário