2 de set de 2015

Prévia do Salão de Frankfurt 2015

Prévia do Salão de Frankfurt 2015

O Salão de Frankfurt, que ocorre sempre nos anos ímpares, se arroga ser o maior e mais importante motorshow do mundo. Apesar de ser realizado na Europa, terceiro mercado regional do planeta, atrás de América do Norte e China, o evento tenta reafirmar sua relevância e mostrar que a crise no setor automotivo está ficando do passado. O Internationale Automobil-Ausstellung, ou Exposição Internacional de Automóveis, abrirá as portas para o público no dia 17 de setembro, em um momento em que Audi, BMW, Mercedes-Benz e Porsche apresentam crescimento. A exceção fica por conta da Volkswagen. A marca até perdeu vendas, mas o Grupo vem mantendo o primeiro lugar no ranking mundial. Como a demanda global que mais cresce é a dos utilitários esportivos, esse tipo de veículo é o que vai sobressair nos stands das marcas presentes. É o caso do Bentley Bentayga em sua versão final, pronto para produção, e do Jaguar F-Pace, um dos mais esperados. O SUV da marca britânica foi diversas vezes revelado ao público e à imprensa, mas sempre “mascarado” através de teasers ou passeando nas ruas envelopado por completo.

Na área dos três volumes, a BMW exibirá o seu todo luxuoso Série 7, com poucas mudanças estéticas, mas que passa a aderir novas tecnologias de conforto e sofisticação para manter o status de “carro de bacana”. Entre os esportivos, os destaques ficam por conta da Alfa Romeu. A marca italiana traz o novo Giulia, após ser revelado no mês passado, em Milão, na Itália. O modelo vem com visual bem imponente e motor desenvolvido em parceria com a Ferrari. A Ferrari também vai atrair os holofotes com o 488 Spider, modelo que ostenta a melhor aerodinâmica já realizada pela marca e capaz de cumprir o zero a 100 km/h em apenas 3 segundos. Outra presença marcante fica por conta do Mercedes Classe C Coupé, que esbanja charme e desempenho na variante esportiva AMG com motor de 510 cv. Longe de casa, aparece o Kia Sportage. O SUV surge de cara nova e dita o ritmo para a próxima identidade visual da marca coreana em seus futuros modelos. O Opel Astra também fica mais bonito, ganhou melhorias tecnológicas e teve sua estrutura reformulada para ficar mais leve.

O que vai estar em Frankfurt

Alfa Romeo Giulia – Desde 2009 o modelo vem sendo aguardado, mas só apareceu em junho. O sedã vem para rivalizar com os consagrados Audi A4, Mercedes Classe C e BMW Série 3. Em sua versão esportiva QV – Quadrifoglio Verde -, o três volumes usa um motor desenvolvido em parceria com a Ferrari de seis cilindros com dois turbos, 2.9 litros e 510 cv de tração traseira, números suficientes para chegar a 100 km/h partindo da inércia em 3,9 segundos. Ainda de acordo com a fabricante luxuosa italiana, o esportivo conta com distribuição de peso 50/50 e possui 1.530 kg. Poucos dados técnicos foram divulgados, mas o três volumes possui suspensão dianteira independente e traseira Multilink. Há quatro modos de performance do motor – Dynamic, Natural, Advanced Efficient e Racing – e sistema de vetorização do torque para melhor distribuição da força entre as quatro rodas e sistema de frenagem Integrated Break System, que trabalha em conjunto com o controle de estabilidade e oferece respostas mais contundentes.

Audi E-tron Quattro Concept – O protótipo foi construído sobre a plataforma modular MLB, para motores longitudinais, e tem tamanho intermediário em relação ao Q5 e ao Q7 – logo pode-se imaginar um futuro Q6. O utilitário esportivo se diferencia dos demais por ser “ecologicamente correto”, ao ser animado por três propulsores elétricos – dois localizados no eixo traseiro e um no dianteiro – com tração integral. Outra novidade no conceito está no baixíssimo coeficiente de arrasto e a autonomia de 500 km. Em seu design, as linhas de cintura são mais elevadas e as janelas, estreitas. No interior, um sistema OLED nas telas multimídias para passageiros dianteiros e traseiros dispensa botões. O conceito deve ganhar versão de produção em 2016 e rivalizar diretamente com o BMW X6 e GLE Coupé.

Bentley Bentayga – O modelo recebeu mudanças estéticas em relação ao protótipo EXP 9F, apresentado em 2013. O Bentayga vem para ser o primeiro SUV da marca e irá compartilhar plataforma MLB do Audi Q7. O utilitário-esportivo promete ser um dos mais requintados do mercado, além de ser um dos mais rápidos, com motorização a gasolina e híbrida – deve usar motores biturbo já presentes na Audi, com cerca de 600 cv. Na parte frontal, enormes entradas de ar junto com a grade cromada e faróis redondos – identidade visual da marca. Na traseira, as lanternas possuem formato similar ao do sedã Flying Spur, e na lateral, linhas fluídas com vincos marcantes.

BMW Série 7 – Em sua sexta geração, a limusine recebe nova estética e muita tecnologia. Do lado externo, o carro aderiu aos faróis de led esticados, grade dianteira cromada e lanternas traseiras interligadas através de um friso, também cromado. O sedã de luxo também emagreceu 130 kg com a mistura de plástico com carbono combinado a alumínio e aço para a carroceira e passa a contar com suspensão adaptativa a ar em todas as versões. Mas a  aposta principal da BMW está no campo tecnológico. O sistema multimídia passa a reconhecer gestos e há comando na chave para entrar e sair de vagas sem o motorista dentro. Para os mais exigentes, o pacote opcional Executive Lounge agrega ar-condicionado de quatro zonas, todos os bancos ventilados, com os traseiros eletricamente ajustáveis e com massagem e tablet de sete polegadas para controlar funções de entretenimento. Nas versões de entre-eixos alongados, há presença de teto solar panorâmico. Para impulsionar o veículo, são disponibilizados motores de seis e oito cilindros, que variam entre 265 e 450 cv. Outra novidade está em uma inédita versão híbrida – motor a gasolina junto com propulsor elétrico que rendem em conjunto 326 cv. A transmissão é sempre automática de oito velocidades.

Ferrari 488 Spider – De acordo com a Casa de Maranello, este é o carro com a melhor aerodinâmica já produzido pela marca. O superesportivo possui teto retrátil de vidro com possibilidade de três níveis de ajustes, que podem ser rebatidos ou fechados totalmente em 14 segundos. O modelo tem sua carroceria composta por 11 tipos de alumínios diferentes, e com isso, resulta no baixo peso de 1.420 kg. A Ferrari 488 Spider ostenta sob seu capô um V8 biturbo de 3,9 litros de 670 cv e 77,5 kgfm de torque – mesmo propulsor utilizado na 488 GTB. Com tais números, o superesportivo percorre o zero a 100 km/h em 3 segundos e alcança os 200 km/h partindo da inércia em 8,7 segundos.
Jaguar F-Pace – Sem dúvidas, um dos modelos mais aguardados do Salão de Frankfurt. O F-Pace será o primeiro utilitário esportivo da marca britânica e promete não decepcionar. Ele compartilha plataforma do recém-lançado XF e tem seu design inspirado no esportivo F-Type. De acordo com a marca, promete entregar altos níveis de conforto, acabamento e desempenho. Os motores serão os mesmo utilizados hoje pela marca, de origem Ford e PSA, a gasolina ou diesel. A tração será integral permanente, tirando proveito da parceira com a  Land Rover.
Kia Sportage – O utilitário passou por um face-lift que focou, principalmente, na parte frontal. Os faróis deixam de ser integrados à grade dianteira e foram movidos para cima. Na parte traseira, as lanternas foram redesenhadas a tampa do porta-malas ganhou novos vincos. Na parte inferior, duas saídas de escape e um difusor traseiro. No interior, o novo SUV terá materiais de melhor qualidade aliados a linhas simples e modernas.
Mercedes Classe C Coupé – O modelo agrega o design da parte dianteira igual ao do sedã. Na traseira, conta com desenho inspirado no Classe S Coupé, com brusca queda da linha do teto a partir da terceira coluna. As lanternas passam a ser mais longas e estreitas. Entre as opções de motorização estão os mesmos presentes nas versões perua e sedã: 1.6 litro e 2.0 litros, ambos com turbo. O primeiro fica restrito à versão C180, capaz de render 156 cv. Já o de maior cilindrada gera 184 cv na versão C 200, 211 cv na variante C250 e 245 cv na configuração C300. Nas versões preparadas pela divisão esportiva AMG, aparece sob o capô um V8 biturbo de 4.0 litros, com dois níveis de potência: 476 cv ou 510 cv.
Opel Astra – A marca, que pertence à General Motors, optou por ajustar pontualmente alguns detalhes do carro. A carroceria está 20% mais leve, devido ao uso de elementos estruturais em aços especiais. Outra mudança está em seu tamanho: redução de 2,6 cm. O interior também foi redesenhado, com quadro de instrumentos totalmente novo, e no centro do painel uma tela multifuncional. Do lado externo, o visual foi atualizado com novas lanternas e faróis em led. Entre as opções de motorização, aparecem motores diesel e a gasolina. Na primeira variante, está presente o 1.6 litro de 95 cv. Já os movidos a gasolina turbinados, com 1.0 litro e 105 cv, 1.4 litro de 145 cv e o 1.6 litro de 200 cv.
Peugeot Fractal – O carro é um conceito criado pela marca francesa com visual futurista, inspirado no Peugeot Vision GT, do game Grand Turismo. O modelo é um roadster – cupê com teto retrátil – que exibe rodas de liga leve aro 19, pintura da carroceria em duas cores e faróis composto de leds. No interior, a cabine é inovadora, com cerca de 80% dos componentes feitos a partir de uma impressora 3D, de acordo com a marca. Para impulsionar o compacto – 3,81 metros de comprimento, 1,77 m de largura – a marca francesa optou por um conjunto elétrico, formado por dois blocos de 102 cv, que em ação conjunta rendem até 204 cv.  um no eixo dianteiro e outro no traseiro. Assim, o Fractal é capaz de realizar o zero a 100 km/h em 6,8 segundos.
Renault Talismã Estate – O modelo foi revelado um mês após a divulgação da variante sedã. O visual continua o mesmo, com uma grande grade dianteira cromada interligando os faróis, com as luzes de neblina e diurnas em led. A maior diferença fica na capacidade do porta-malas, que pode chegar a 1.700 litros com os bancos traseiros rebatidos. Entre a gama de motores, segue a mesma do sedã: duas variantes a gasolina e três a diesel, com potência que variam entre 150 e 200 cv para a primeira, e 110, 130 e 160 cv para a segunda. A transmissão será sempre automatizada de dupla embreagem ou manual, ambas com seis velocidades. Entre os itens de tecnologia e conforto, a perua disponibiliza bancos dianteiros elétricos com massagem, sistema de som Bose, assistente de estacionamento autônomo com sensores dianteiros e traseiros, tela multimídia de 7 ou 8,7 polegadas, controle adaptativo de cruzeiro, detector de ponto cego e alerta para troca de faixas.
Autor: Raffaele Grosso (Auto Press)
Fotos: Divulgação

Dias melhores virão - Salão de Frankfurt tenta mostrar que crise automotiva na Europa já ficou no passado

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Eventos
Publicado em: 02 Sep 2015 08:35:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário