9 de set de 2015

Iveco Bus comemora crescimento das vendas de ônibus no mercado nacional

Iveco Bus comemora crescimento das vendas de ônibus no mercado nacional

Sete Lagoas/MG - O mercado brasileiro de caminhões e ônibus enfrenta esse ano uma retração sem precedente. Mas a Iveco Bus, divisão de ônibus da marca italiana controlada pela holding Fiat Chrysler Automobiles, não tem do que reclamar. Um ano após chegar ao Brasil, o departamento de transporte coletivo da Iveco aumentou em 150% sua participação no mercado no segmento M3 – chassis de ônibus acima de 5 toneladas. No comparativo de janeiro a julho desse ano com o mesmo período do ano passado, o market share da Iveco no segmento M3 saltou de 2,7% para 7,3% do mercado. “O Daily Minibus e o CityClass já contavam com grande aceitação do mercado. O chassi 170S28, para ônibus de 17 toneladas e com motor dianteiro, entrou para completar essa gama de soluções. Ser confiável e mais econômico que seus concorrentes diretos tem sido fundamental para o nosso crescimento”, afirma Humberto Spinetti, Diretor de Negócios de ônibus da Iveco Bus para a América Latina. Além de comemorar os bons resultados do 170S28, a Iveco Bus anunciou que irá testar um protótipo do Daily Minibus Elétrico no Brasil. Veja também:
  • Entrevista com Humberto Spinetti, diretor de negócios de Ônibus da Iveco
  • Inauguração do Campo de Provas da Iveco, em Sete Lagoas
O chassi 170S28 é fabricado no complexo industrial da Iveco na cidade mineira de Sete Lagoas (MG). É a proposta da Iveco para atender o segmento de 17 toneladas, o maior do mercado de ônibus no país. O veículo está disponível em duas versões: urbano e fretamento. Segundo o fabricante, seus pontos fortes são o baixo custo operacional, conforto e tecnologia. O chassi da Iveco já roda em empresas de ônibus do Espírito Santo, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Amapá, Rondônia, Santa Catarina, Bahia e São Paulo. “Na Europa, a Iveco Bus já detém uma parcela importante do mercado de ônibus, com uma proporção de um veículo para cada cinco rodando. Acreditamos que vamos repetir esse sucesso no Brasil”, arremata Spinetti.

O motor que move o chassi 170S28 é o N67, da FPT Industrial, um seis cilindros em linha com common rail, turbocharger e aftercooler. Dentro das normas do Proconve-P7, o propulsor de 6.7 litros usa sistema SCR e é capaz de gerar potência máxima de 280 cv, a maior do segmento. O torque chega a 96,9 kgfm, disponibilizados na faixa de 1.250 a 1.950 rpm. Para tornar o N67 mais eficiente sem abrir mão de desempenho, a Iveco recorreu ao chamado “downspeeding”, solução eletrônica de engenharia para fazer o motor operar a baixas rotações com torque elevado. Segundo o fabricante, o expediente gerou maior eficiência e a redução média de 4% do consumo de combustível em relação aos modelos concorrentes, além de maximizar a vida útil do motor. A transmissão utilizada é manual, de seis marchas, com escalonamento compatível com as operações urbanas e rodoviárias. A Iveco afirma que o sistema permite uma condução mais suave e melhor desempenho operacional.  No mercado europeu, a Iveco Bus investe no desenvolvimento de tecnologias para motores movidos a combustíveis alternativos, como GNV e híbrido, para conquistar clientes em países com legislações mais rigorosas para redução da poluição e ruídos nos grandes centros urbanos. Mais de 5 mil unidades movidas a gás já circulam por países da Europa e Ásia e a demanda não para de crescer. No Brasil, a marca já testa modelos bicombustíveis, que rodam com diesel e com etanol, e também movidos a biometano.  Dentro dessa linha de desenvolvimento de tecnologias ecologicamente corretas, a Iveco apresenta no mercado nacional seu conceito de transporte coletivo com energia 100% limpa e renovável: o Daily Minibus Elétrico. Desenvolvido na Europa, o veículo chega ao Brasil para testes com a equipe de engenharia e inovação da marca. O objetivo é pesquisar as possibilidades locais da utilização da energia elétrica na movimentação de passageiros. “O Daily Elétrico já roda em alguns países da Europa. Para o Brasil e a América Latina, precisamos entender as necessidades do segmento, como também avaliar a utilização do produto, de acordo com as diferenças climáticas e de aplicações dos clientes”, explica Fábio Nicora, gestor da área de Inovação da Iveco para a América Latina.  O projeto de teste do Iveco Daily Minibus Elétrico no Brasil tem a parceria com a Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). O motor elétrico MES-DEA de corrente alternada, tipo assíncrono, trifásico, é controlado pelo inversor de potência e refrigerado a água. Tem 40kW (54 cv) de potência nominal e torque de 13 kgfm a 2.950 rpm, com pico de potência a 80 kW (108 cv) e pico de torque de 31 kgfm a 2.950 rpm. O protótipo que será testado no Brasil está equipado com baterias de sódio e níquel, que podem ser carregadas em tomadas trifásicas. O tempo de recarga total das baterias é 8 horas. As baterias não exigem manutenção, e também não possuem efeito memória, isto é, não “viciam”. Em outras palavras, a carga pode ser feita com qualquer quantidade residual de energia.  O sistema de tração elétrica do Daily elétrico otimiza o uso da energia embarcada. Durante a frenagem, quando o sistema funciona como um gerador que converte a energia cinética em energia de tração. Além disso, o veículo economiza sua carga ao desligar a direção assistida, quando está parado. As luzes se alimentam de um sistema de abastecimento de energia 12 V, disponível em uma bateria paralela. A Iveco afirma que o veículo pode chegar a até 70 km/h, e sua autonomia varia de 90 km a 130 km, com carga energética completa, dependendo do número de baterias e da utilização Em uma situação de arrancada em rampa, o veículo suporta inclinações de até 18%, atendendo as demandas mais comuns das áreas urbanas, como a distribuição de produtos e mercadorias, e o transporte de pessoas.  No painel, é possível monitorar as condições do sistema elétrico e obter informações como estado da carga, tensão, temperatura da bateria e indicações sobre as condições de funcionamento do sistema de propulsão elétrica. O peso bruto total do Daily elétrico é 5,6 toneladas, com 7 metros de comprimento e 3,95 m de entre-eixos. O miniônibus elétrico da Iveco pode levar 19 passageiros mais o motorista. No Brasil, o protótipo deverá ser usado na própria fábrica e na região de Sete Lagoas.

Primeiras Impressões

Iveco Daily Minibus Elétrico



No campo de provas da Iveco, localizado ao lado da unidade industrial de Sete Lagoas, foi possível dar umas voltinhas ao volante do Daily Minibus Elétrico, o miniônibus “verde” da marca italiana. Sem fazer alarde, como convem a qualquer veículo elétrico, o pequeno coletivo começa a se mover. Para isso, basta pisar no freio e colocar no modo D, de Drive – além desse, existem ainda os modos N, de Neutral, e R, de Reverse, para a marcha a ré. Tudo bem minimalista, nada muito complexo. Quando o motorista pisa no freio, o sistema recupera a energia da frenagem, a transforma em eletricidade e reabastece as baterias. Nas retomadas, o ganho de velocidade é lento, mas progressivo. O veículo, além de silencioso, se revela bastante dócil. A direção é suave e a visibilidade do motorista é favorecida pela ampla área envidraçada. Depois de algumas retas e curvas, o passeio chega ao fim. Uma viagem curta, mas o suficiente para deixar a impressão de que, em um breve futuro, os ônibus elétricos dominarão o transporte urbano nas grandes cidades do mundo.
Autor: Luiz Humberto Monteiro Pereira (Auto Press)
Fotos: Divulgação

Ponto futuro - Volvo Bus comemora expansão do market share e testa Daily Minibus elétrico no Brasil

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Ônibus
Publicado em: 09 Sep 2015 08:04:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário