28 de set de 2016

Renault e Nissan fazem parceria com Microsoft

Renault e Nissan fazem parceria com Microsoft

O futuro dos aparelhos Windows Phone pode não estar tão definida como pensamos. A visão mobile da Microsoft agora também tem outro foco: carros. Uma colaboração entre as companhias Renault-Nissan entende o carro do futuro de forma semelhante como a Microsoft trata os PCs.

Colaboração

A Microsoft revelou no dia 26/09, que obteve um acordo de vários anos com a Renault-Nissan para estar presente nos carros futuros das fabricantes com a sua tecnologia de cloud Azure.

A parceria Renault-Nissan afirmou que contará com 10 carros autônomos na estrada até 2020, e que vai usar a nuvem da Microsoft para tecnologias que otimizem o tempo do motorista.

Como funciona a tecnologia

O que é relevante sobre a combinação das empresas é como a Renault fala sobre o seu carro para o futuro: basicamente da mesma maneira como vemos os PCs hoje. Por exemplo, se você adquirir um carro Renault ou Nissan e depois comprar outro carro dessas mesmas fabricantes, elas dizem que você conseguirá fazer “login”, e que as suas configurações e dados (presumivelmente pontos de interesse e rotas) serão passadas de um carro para outro. Conforme você faz uma viagem, seu carro vai pagar automaticamente qualquer pedágio ou coisa do tipo, com o Azure cuidando desses pagamentos.

E conforme estiver dirigindo e seu carro navegar casualmente pelo trânsito, você pode acessar simultaneamente o seu escritório: a Nissan promete ofertar uma nova maneira mais “produtiva”, possivelmente ao adicionar o Office ao veículo. Essa é a mesma característica de um acordo parecido que a Microsoft fechou há algumas semanas com a Mercedes-Benz na IFA, com a ferramenta In Car Office fazendo com que seu calendário de trabalho e seus contatos profissionais fiquem acessíveis a partir do painel do automóvel.

Desenvolvimento tecnológico em conjunto

As empresas irão trabalhar juntas para que seja desenvolvida a nova geração de serviços conectados para carros equipados com o Microsoft Azure, que como já vimos, é o serviço de nuvem da marca. Estes futuros serviços oferecem navegação avançada, manutenção preventiva e serviços centrais dos veículos, monitoramento remoto dos equipamentos do carro, experiências móveis externas e atualizações via OTA (over-the-air).

Outras parcerias

No começo de 2016, a parceria das duas empresas contratou o ex-executivo da Nokia Ogi Redzic, para liderar seus esforços de carros conectados. Além da Microsoft, a aliança também vai contar com os serviços da startup francesa Sylpheo, cujos os softwares foram adquiridos por Renault e Nissan. Entre os produtos da Sylpheo presentes na colaboração das empresas, estarão propostas para apps de transporte semelhantes ao Uber, e compartilhamento de carros.

Não são as únicas

A Renault e a Nissan não são as únicas montadoras tradicionais a investir num projeto de carro sem motorista. A Toyota e a Volvo, junto ao Uber, e a GM, em parceria com o Lyft, estão depositando diversas formas de investimento em startups e desenvolvendo tecnologias para instigar a criação de carros autônomos. O gigante de buscas, Google, é uma das grandes empresas que vem apostando nesse modelo tecnológico já faz algum tempo.
A parceria Renault-Nissan afirmou que contará com 10 carros autônomos na estrada até 2020, usando a Microsoft Azure.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Prévias
Publicado em: 28 Sep 2016 11:25:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário