21 de set de 2016

Em que momento devo vender o meu veículo e comprar um novo?

Em que momento devo vender o meu veículo e comprar um novo?

Ter um carro significa realizar um sonho para a maioria dos brasileiros. Com a obtenção desse meio de transporte, as pessoas conseguem também maior liberdade para locomover-se pela cidade. O conforto que o veículo traz, para o motorista e sua família, e a particularidade também são aspectos fundamentais no momento da compra. No entanto, deve-se levar em contar uma série de questões quando na hora de comprar ou vender o veículo. Não é uma prática simples, até porque envolve muitos fatores financeiros que vão determinar se aquela é a melhor possibilidade e se parece viável. Existem pessoas que se apegam muito aos seus carros, não é à toa que podemos ver facilmente pelas ruas automóveis antigos e tidos como clássicos. Essas pessoas criam uma afeição pelo bem material, sempre motivados por questões mais emblemáticas e pessoais.

Outras pessoas, talvez se apeguem pelos seus veículos, mas acreditam que ficar estagnados ou afeiçoados não é uma opção financeiramente viável. Pois, ao envelhecer, os carros tendem a ter os seus preços diminuídos e isso faz com que seja mais difícil recuperar o investimento feito. Para você que pretende vender o seu carro e comprar um novo, traremos aqui ponderações relevantes e que não podem ser ignoradas no momento das transações. Muitas vezes, por mais que não seja de desejo do proprietário, a venda e a compra se mostra a decisão mais inteligente a ser tomada.

Vendendo o carro

Existe uma série de fatores que podem fazer com que você queira vender o seu carro – mesmo que haja afeição e consequente relutância -. Muitas vezes, aquilo que era tido como um sonho de consumo pode estar virando mais um problema a ser gerido em sua vida pessoal. É importante que o proprietário esteja sempre de olho com os gastos que vem tendo com o seu veículo. O ideal é que o bem não o faça gastar mais do que o planejado ou possível. Um desses gastos mais altos pode vir por meio da manutenção do automóvel. Algumas peças rotineiramente podem precisar ser substituídas.  No entanto, a partir do momento que peças que deviam ter longevidade maior e que são mais caras começam a apresentar defeitos, você deve pensar na possibilidade de venda. Para os que costumam trocar de carro frequentemente, a venda deve ser feita de acordo com o mercado, quando uma queda acentuada no valor do veículo for perceptível. Nesse caso, a venda é uma maneira de não perder muito investimento.

Comprando um carro

Se a venda deve ser bem pensada, a compra não escapa dessa prática. De todo modo, será preciso fazer uma fusão entre o conforto que o bem pode te oferecer, sem trazer futuros problemas, e a viabilidade financeira. Você deve optar por um carro que não lhe traga os problemas que foram encarados com o ultimo veículo. Portanto, deve comprar um carro de fácil reposição de peças e manutenção, além da previsão de menor depreciação. Outros fatores como o espaço interno, o tamanho necessário para adaptar-se a família e as características do trânsito da cidade onde o carro rodará devem ser levadas em conta.
Deve-se levar em contar uma série de questões quando na hora de comprar ou vender o veículo. Venha conferir!

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Dicas
Publicado em: 20 Sep 2016 13:58:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário