23 de set de 2016

Primeiras impressões da Mitsubishi L200 Triton Sport 2017

Primeiras impressões da Mitsubishi L200 Triton Sport 2017

O segmento automotivo dá atenção especial às picapes desde o fim do ano passado. Primeiro, veio o lançamento da Renault Oroch e da nova geração da Toyota Hilux com motorização diesel. Depois, surgiram a Fiat Toro e a nova geração da Ford Ranger, além de um face-lift providencial na Chevrolet S-10, que perdeu a até então consolidada liderança para a Hilux. E a partir de outubro outra representante japonesa aparece renovada: a Mitsubishi L200 Triton. Nesta quinta geração, ela passa a se chamar Triton Sport, até para se diferenciar das demais versões, que se mantém no modelo antigo. Além disso, estreia um novo propulsor turbodiesel.

Leia também:
  • Mitsubishi L200 Triton Sport chega em outubro
  • Primeiras impressões da Mitsubishi Triton L200
Fabricada em Catalão, em Goiás, a L200 Triton Sport chega em três versões, GLS, HPE e HPE top, que encabeçarão o lineup do modelo, composto ainda por outras seis configurações da quarta geração: Savana MT/AT, Outdoor AT, GLX, 2.4 Flex Outdoor e GL. Os preços partem de R$ 131.990 na GLS, passam pelos R$ 164.990 da HPE e atingem R$ 174.990 na HPE Top. Todas, no entanto, se movem com o mesmo motor, um turbodiesel 2.4 litros com bloco feito em alumínio e comando variável de válvulas.

O propulsor é capaz de entregar 190 cv e 43,9 kgfm de torque, ou seja, são 10 cv e 5,9 kgfm a mais que o 3.2 litros da geração atual. O uso do alumínio permitiu uma redução de peso de 30 quilos e a turbina, de geometria variável, facilita a entrega de torque em baixas rotações e de potência em regimes elevados. A transmissão é automática de cinco velocidades nas duas configurações HPE – com possibilidade de trocas a partir de aletas no volante – e manual de seis marchas na GLS.

O sistema de tração envolve os modos 4X2, 4X4 – que pode rodar no asfalto –, 4X4 com bloqueio do diferencial central e 4X4 reduzida. As trocas são feitas por um seletor giratório no console central. Além disso, a L200 Triton Sport HPE Top tem bloqueio do diferencial do eixo traseiro, indicado para situações em que as rodas ficam suspensas, como valetas transversais ou terrenos com erosões. O acionamento é feito através de um botão localizado no console central e a troca de 4X2 para 4X4 pode ocorrer com a picape em movimento, em velocidades até 100 km/h.

A lista de itens de série é extensa e contempla diversas comodidades típicas dos carros de passeio desde a versão GLS. Caso do ar-condicionado de duas zonas e da nova central multimídia, com tela sensível ao toque de 7 polegadas e GPS integrado. Os bancos são em couro, mas trazem ajustes elétricos para o motorista apenas na variante mais cara. Partida por botão, sensor de chuva e crepuscular, controles de estabilidade e tração, assistentes para partida em aclives e controle de descida e sistema Isofix para a fixação de cadeirinhas infantis também são comuns às três opções da nova geração. Mas câmara de ré, sensores de estacionamento, assistente de condução com trailer e nove airbags são exclusividades da HPE Top – as outras duas saem apenas com as bolsas frontais de segurança. 

Primeiras impressões

Mogi Mirim/SP - A avaliação foi realizada na versão Sport HPE Top da Mitubishi L200 Triton e começou no autódromo Velo Cittá. Lá, foi possível comprovar que o nome Sport adotado na picape não é à toa. O bom torque de 43,9 kgfm do motor 2.4 turbodiesel que equipa a nova geração do modelo propiciou boas arrancadas e se mostrou valente em simulações de ultrapassagens, retomadas e uma série de curvas fechadas encaradas em velocidades consideradas abusivas para um veículo desse porte. O controle eletrônico de estabilidade apareceu nos momentos em que deveria e a sensação de segurança imperou mesmo nas situações mais improváveis para uma picape média.

Em seguida, já fora do autódromo, a L200 Triton Sport HPE Top enfrentou um trajeto de “off-road” que incluiu muita terra, lama, pedras e água. E não fez feio. A Mitsubishi tem grande tradição em competições aventureiras – com direito a premiações no badalado Rally Paris-Dakar – e não hesitou em valorizar todas as capacidades lameiras de seu produto. A picape deu conta do recado não apenas na hora de passar pelos caminhos mais difíceis, mas também ao garantir um grau de conforto inesperado diante de tantas subidas íngremes, descidas em meio a lamaçais e pedregulhos e buraqueira extremamente escorregadia. O sistema de suspensão reduz o movimento da carroceria a tal ponto que deixa o carro estável de um jeito que impressiona.
Já no asfalto, em um trajeto rodoviário de cerca de 90 quilômetros, a L200 pôde mostrar outras características que a favorecem na acirrada disputa de seu segmento. E uma das que mais se destacam é o isolamento acústico. Nada daquele barulho típico dos propulsores a diesel. O interior é até um pouco simples, mas traz tudo que um veículo de passeio deve ter para garantir uma viagem confortável, divertida e segura. Desde a central multimídia – com uso bem intuitivo – ao ar-condicionado de duas zonas, muitas são as facilidades que contrapõem a vocação profissional e lameira da picape.

Ficha técnica

Mitsubishi L200 Triton Sport

Motor: Diesel, dianteiro, longitudinal, 2.442 cm³, turbo e intercooler, quatro cilindros em linha, com quatro válvulas por cilindro e comando variável de válvulas. Injeção direta Common-rail e acelerador eletrônico. 
Transmissão: Câmbio manual de seis marchas à frente e uma a ré ou automático de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração integral com opções 4X2, 4X4, 4X4 com bloqueio do diferencial central e 4X4 com reduzida. Controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 190 cv a 3.500 mil rpm.
Torque máximo: 43,9 kgfm a 2.500 rpm.
Diâmetro e curso: 86 mm x 105,1 mm.
Taxa de compressão: 15,5:1.
Suspensão: Dianteira independente, braços triangulares duplos, amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira de eixo rígido, molas semi-elípticas, e amortecedores hidráulicos defasados. Controle eletrônico de estabilidade. Bloqueio de diferencial do eixo traseiro na versão HPE Top. 
Pneus: 265/70 R16. 
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. Oferece ABS com EBD e BAS de série. 
Carroceria: Picape sobre longarinas com quatro portas e cinco lugares. Com 5,28 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,80 m de altura e 3,00 m de distância entre-eixos. Airbags frontais de série. Na versão HPE Top, airbags frointais, laterais, de cortina e de joelho para motorista – nove no total. 
Ângulo de entrada: 30°.
Ângulo de saída: 22°.
Altura livre do solo: 22 cm.
Peso: Entre 1.875 kg e 1.950 kg. 
Capacidade de carga: 1.075 kg.
Tanque de combustível: 75 litros.
Produção: Catalão, Brasil.

Versões e Preços

Versão GLS: Brake light integrado na tampa da caçamba, retrovisores externos elétricos, retráteis e com luz indicadora de direção, estribos laterais, faróis halógenos, farol de neblina dianteiro, acendimento automático dos faróis, acionamento automático do limpador do para-brisa, ar-condicionado automático dual zone, câmbio manual de seis marchas, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro com descansa-braço central e porta-copos, bancos revestidos em couro, console central com descansa-braço, piloto automático, sistema "keyless" de abertura das portas, sistema multimídia com tela touchscreen de 7 polegadas com CD/DVD player, GPS integrado, entrada auxiliar P2 e USB com interface para iPod, MP3, sistema Bluetooth, rádio AM/FM, tomada 12V, vidros e travas elétricos, volante com ajuste de altura e profundidade revestido em couro com controle de áudio, direção hidráulica, assistente de partida em rampa, barras de impacto das portas e sistema Isofix.
Preço: R$ 131.990.
Versão HPE: adiciona transmissão automática de cinco velocidades com aletas para trocas manuais no volante.
Preço: R$ 164.990. 
Versão HPE Top: adiciona luzes diurnas em leds, faróis bi xênon, banco do motorista com ajustes elétricos, câmara de ré, sensores de estacionamento traseiros, assistente de condução com trailer, bloqueio de diferencial traseiro, airbags laterais, de cortina e de joelhos para motorista.
Preço: R$ 174.990.
Autor: Márcio Maio (Auto Press)
Fotos: Divulgação

De cima para baixo - Nova geração da Mitsubishi L200 Triton estreia motor e assume posto de topo da linha de picapes

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 22 Sep 2016 10:50:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário