13 de set de 2016

Hyundai entra na briga com o HR-V e vem com motor 1.6

Hyundai entra na briga com o HR-V e vem com motor 1.6

Obviamente que a Hyundai não iria ficar de fora do filão que mais cresce no mercado mundial, o dos SUVs compactos. E a aposta nesse caso chama-se ix25, batizado de Creta em outros países — como Argentina e Chile —, será um dos protagonistas da marca no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro e já é a grande referência de modelo do novo segmento.

“O” carro

Desenvolvido na Índia, o ix25 é um produto que se encaixa na estratégia da Hyundai de ter um modelo em todas as categorias do mercado com qualidade. Com ele, a empresa pretende exaltar suas ambições: a longo prazo ser o posto de utilitário-esportivo mais vendido do país. Com tração dianteira, aços de alta resistência no chassi e na carroceria, traz suspensão dianteira independentemente do tipo McPherson e eixo de torção na traseira. A versão aventureira do hatch, terá direção com assistência elétrica. Mas há um problema do hatch: o banco traseiro fica em posição um pouco mais baixa que os dianteiros, o que somado à linha de cintura elevada, o que é ruim aos passageiros com baixa estatura, mas nada que prejudique a visibilidade. O porta-malas é bom, de 400 litros (100 l a mais que o HB), mas somente as versões mais caras trazem o encosto traseiro bi-partido.

Conforto

À primeira vista, chama a atenção a grande grade hexagonal e os faróis alongados bem delineados, com direito a feixe de led na porção inferior. A silhueta é muito moderna, com um longo vinco que se estende desde o capô e um porte bastante agressivo para um SUV. Por dentro, a percepção de qualidade se destaca. Os materiais são bons, especialmente nas áreas de toque, e os encaixes das peças são bem feitos. O desenho do painel é simples, mas com bom uso de texturas para criar um ambiente jovial e com sensação de requinte.

Poder no volante

Ao volante, o novo ix25 surpreende. A cabine tem bom isolamento acústico e elimina grande parte dos sons provenientes de motor e da banda de rodagem dos pneus. Vibrações não são perceptíveis na direção – bem calibrada para ser leve em manobras e mais firme em ritmo acelerado – e na alavanca do câmbio. O ix25 também satisfaz com suspensões muito bem acertadas. Para quem dirigir o carro em alta velocidade por estradas de terra com muitos buracos, os amortecedores respondem de maneira suave, sem assustar os ocupantes.

No asfalto, sente-se um bom equilíbrio. Apesar da rolagem de carroceria típica dos SUVs compactos, o Hyundai demonstra boa firmeza em curvas e fica na mão mesmo em frenagens de emergência.

Motor do Hyundai ix25

O motor 1.6 movimenta os 1.200 quilos, em comparação com o Hyundai, com competência. O câmbio automático faz trocas suaves e tem respostas um pouco ágeis nas retomadas. Em resumo, o ix25 reúne qualidades que o tornam um forte concorrente num segmento altamente competitivo. HR-V e companhia vão ter que ficar espertos.
O ix25 reúne qualidades que o tornam um forte concorrente num segmento altamente competitivo. HR-V e companhia vão ter que ficar espertos.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Prévias
Publicado em: 13 Sep 2016 09:43:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário