19 de set de 2016

Motores 1.0 e 1.3 Firefly estarão em Uno 2017

Motores 1.0 e 1.3 Firefly estarão em Uno 2017

Após o famoso Uno ter sido reinventado pela Fiat e lançado no Brasil, eles buscaram cada vez mais aperfeiçoar esse modelo popular, não somente na aparência mas principalmente na performance e qualidade das partes técnicas do carro. A versão do Uno 2017 irá estrear aqui no Brasil (e em todo o mundo) uma nova série de família de motores para toda a Fiat. Esses motores são os da família Firefly, e serão lançados na versão 1.0 e 1.3.

O Uno 2017



Ao começar pelo visual, o novo Uno 2017 sofreu somente sutis retoques comparados a seu design mais recente. Os designers tiveram a intenção de criar uma “expressão” nova no carro, e para isso modificaram certos detalhes. Linhas horizontais conectam os faróis frontais enquanto o mais novo para-choques possui uma linha preta interligando os faróis de neblina, enquanto também serve como suporte para a placa. Novas funções no comando de válvulas permitem que o motor trabalhe mais efetivamente enquanto está em ciclo Miller ( um tipo de ciclo interno de combustão) por um determinado tempo. Essa função permite que as válvulas fiquem abertas por mais tempo, quando o sistema é ativo. Graças ao atraso do fechamento, o motor precisa de menos força para comprimir a mistura entre ar e combustível, permitindo então a reciclagem de grande parte da energia térmica que seria perdida no processo de produção. Resumidamente, isso não significa que o carro será mais potente, mas sim que o novo Uno 2017 terá uma economia considerável de combustível.  A Fiat estima algo no valor entre 4% e 7% de economia.

A nova família de motores: Firefly



As principais mudanças no novo modelo do Uno estão somente abaixo do capô do carro. A nova família de motores, batizada de Firefly (em inglês significa vaga-lume), é uma nova série que promete eficiência a um bom custo. Esses motores estão sendo produzidos pela própria Fiat em uma fábrica em Betim, Minas Gerais, e no momento possui duas versões no Uno:  a versão 1.0 com três cilindros, e a versão 1.3 com quatro cilindros. O nome foi uma jogada de marketing para remeter a famosa e bem sucedida família de motores Fire. Porém, em termos mais técnicos, é a primeira vez em um bom tempo que a Fiat está realmente utilizando motores novos. A estreia desse projeto global será exclusiva do Brasil, e a família de motores Firefly terá foco no torque e na economia de combustível, traço pelo qual Uno é já muito bem conhecido. A configuração dos motores é interessante. A Fiat investiu de forma que os cabeçotes usem duas válvulas por cilindro. Ou seja, na prática, o 1.3 é igual a 1.0 com somente um cilindro a mais. Esses cabeçotes com duas válvulas são considerados por muitos um modelo antiquado e ultrapassado, porém a Fiat garante que os motores Firefly irão surpreender na missão para que foram projetados. Em números brutos, o Motor Firefly 1.0 chega a ser o mais torcudo do mercado nacional, sendo uma das maiores novidades para o modelo 2017.
Ao começar pelo visual, o novo Uno 2017 sofreu somente sutis retoques comparados a seu design mais recente.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Prévias
Publicado em: 19 Sep 2016 12:13:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário