15 de fev de 2015

Teste do Fiat Uno Attractive

Teste do Fiat Uno Attractive

A disputa no segmento de hatches compactos está cada vez mais acirrada. E tem opções para todos os gostos. A categoria inclui desde modelos veteranos e “pelados” a carros modernos e bem recheados de confortos e tecnologias de segurança e entretenimento. Nessa briga, quase sempre acaba levando vantagem quem consegue equilibrar as duas pontas e oferecer uma lista de itens de série honesta com um preço competitivo, fugindo um pouco à imagem excessivamente empobrecida das versões “de entrada”. Caso do Uno Attractive, a configuração mais em conta entre as cinco disponíveis com o face-lift realizado em setembro do ano passado. O novo Uno corresponde a 60% de seu total de vendas e, destes, 26% são Attractive. Ou seja, 15,5% de todas as unidades emplacadas da gama. 

Veja também:

  • Teste do Fiat Uno Evolution
  • Teste do Fiat Uno Sporting Dualogic
Em comparação com o Uno Vivace, que não recebeu a reestilização, o Attractive tem faróis, lanternas, capô, grade superior, para-choques e para-lamas dianteiros diferenciados, de acordo com o novo padrão de design do modelo. Além disso, maçanetas com fechadura integrada e retrovisores externos com repetidores de luz de seta opcionais se juntam aos desenhos exclusivos, tanto das calotas quanto das rodas de liga leve opcionais do modelo. Por dentro, o quadro de instrumentos agrega um display LCD de 3,5 polegadas em alta resolução que fornece informações de computador de bordo e temperatura, entre outras. O comando dos vidros elétricos, assim como em todas as versões do novo Uno, passou do console central para as portas.

A versão traz sempre sob o capô um velho conhecido: o motor 1.0 8V da Fiat. Ele rende 73 cv/9,5 kgfm com gasolina no tanque e 77 cv/9,9 kgfm quando abastecido com etanol. E não disponibiliza como opcional a transmissão automatizada Dualogic – que no Uno agora funciona com botões, e não uma alavanca. Ou seja, o trem de força é sempre completado pelo câmbio manual de cinco marchas. Com esse conjunto, ele chega à máxima de 151 km/h e parte do zero aos 100 km/h em 13,8 segundos com etanol no tanque.  O preço inicial do Fiat Uno Attractive é R$ 36.330. Mas, nessa conta, já estão itens de série como ar-condicionado, direção hidráulica e vidros dianteiros e travas elétricos. Ou seja, traz o essencial que a maioria dos hatches vendidos no país têm, sem grandes firulas, mas sem fazer vexame. “Mimos” como rádio com USB, Bluetooth e áudio streaming, retrovisores elétricos, alarme, chave canivete com comandos, vidros traseiros elétricos, apoia-braço central para motorista, banco traseiro bipartido, cinto de três pontas central traseiro, comando interno de abertura do porta-malas e tanque de combustível, sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico e rodas de liga leve de 14 polegadas elevam esse montante para expressivos R$ 41.861. Um preço que adiciona inegáveis conveniências ao carro, mas o aproxima demais dos valores de modelos superiores. Inclusive na própria Fiat.

Ponto a ponto

Desempenho – O veterano motor 1.0 8V de 73/77 cv e torque de 9,5/9,9 kgfm com gasolina/etanol do Uno Attractive oferece ao modelo uma performance pacata. As arrancadas são demoradas, pois é necessário ter certa paciência para esperar que os giros subam consideravelmente e, assim, o propulsor responda bem às pisadas no acelerador. Ultrapassagens e retomadas demandam atenção e reduções de marchas, já que o torque máximo só chega em quase 4 mil rpm. Nota 5. Estabilidade – O Uno Attractive é um carro correto nesse aspecto. Ele segue o padrão da Fiat de suspensão macia e, em velocidades rotineiras, faz bem curvas e manobras em geral. Quando se exige um pouco mais do carro, as rolagens de carroceria são perceptíveis, mas não chegam a transmitir insegurança. Nota 7. Interatividade – Tudo é simples no Uno Attractive. São poucos comandos na cabine e todos de leitura fácil e uso intuitivo. O computador de bordo é bem eficiente para um veículo desta categoria e o volante multifuncional facilita bastante a vida do motorista. Já o câmbio manual se mostra um tanto impreciso nos engates. Nota 7.

Consumo – O InMetro testou uma unidade do Fiat Uno Attractive. O modelo obteve nota “B”, na classificação do segmento e “A” na geral. As médias que garantiram o resultado foram de 8,4 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada com etanol e 12 km/l no trajeto urbano e 14,8 km/l na estrada quando abastecido com gasolina. O consumo energético aferido foi de 1,64 mJ/km. Pelo desempenho comedido, poderia oferecer números melhores. Nota 7. Conforto – A suspensão macia absorve bem os desníveis do asfalto e os ocupantes dianteiros dispõem até de alguns mimos, como um apoia-braço central opcional, por exemplo. Não sobra muito espaço no habitáculo, mas também não há apertos com quatro passageiros de estatura média. O isolamento acústico poderia ser melhor, mas o ar-condicionado, talvez em função do tamanho da cabine, gela o veículo em uma rapidez que chama atenção, mesmo em dias de calor forte. Um atributo de alto valor no implacável verão tropical. Nota 7. Tecnologia – O chassi do Uno é relativamente recente e é eficiente. Mas o motor Fire é o mesmo do ano 2000. De série, a versão Attractive já traz itens como ar-condicionado, direção hidráulica e vidros dianteiros, travas elétricas e computador de bordo que informa distância percorrida, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso. Mas não tem opção de câmbio automatizado. As melhores tecnologias, como a transmissão Dualogic em botões e o sistema Start/Stop, que desliga o motor quando o carro é parado, ficam disponíveis apenas em configurações superiores. Nota 5.

Habitabilidade – Vendido apenas na carroceria com quatro portas, é bem fácil entrar no Fiat Uno Attractive. Os porta-objetos são suficientes para transportar o que é preciso deixar mais à mão do motorista. Os vidros traseiros podem ser elétricos opcionalmente e o porta-malas leva bons 280 litros, uma capacidade na média da categoria de hatches compactos brasileiros. Nota 8. Acabamento – Os plásticos rígidos estão por toda parte, mas os encaixes são corretos. Não há luxos, mas o habitáculo tem uma atmosfera bem condizente com o segmento e o kit opcional Black & White de personalização interna insere detalhes na cor branca em seu habitáculo, além de uma faixa horizontal no painel com acabamento diferenciado. Nota 7. Design – É o ponto alto do modelo. As mudanças estéticas com o face-lift do novo Uno foram bem leves, mas suficientes para trazerem benefícios ao design. Os faróis ficaram maiores e o capô tem laterais mais elevadas e “vincadas”. A grade foi separada do para-choque, que também foi redesenhado. Atrás, as luzes da lanterna ganharam alto-relevo. Mesmo depois de quase cinco anos, o design do Uno ainda transmite jovialidade e descontração e é capaz de atrair um público mais descolado. Nota 8.

Custo/benefício – O Fiat Uno Attractive tem preço inicial de R$ 36.330 e já chega com bons itens de série, como ar-condicionado, direção hidráulica e vidros dianteiros e travas elétricos. Com rádio com USB, Bluetooth e áudio streaming, retrovisores elétricos, alarme, chave canivete com comandos, vidros traseiros elétricos, apoia-braço central para motorista, banco traseiro bipartido, cinto de três pontas central traseiro, comando interno de abertura do porta-malas e tanque de combustível, sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico e rodas de liga leve de 14 polegadas, esse valor sobe para R$ 41.861. Um Nissan March com equipamentos semelhantes, na versão 1.0 de três cilindros SV, custa R$ 39.390. Um Ford Ka SE Plus com “mimos” similares e motor 1.0 tricilíndrico sai por R$ 40.390, enquanto um Volkswagen Up na configuração Move, com equipamentos próximos – sem Bluetooth – custa R$ 41.633. Nota 7. Total – O Fiat Uno Attractive somou 68 pontos em 100 possíveis.

Impressões ao dirigir

O Fiat Uno Attractive é a versão de entrada do modelo no “line up” que engloba a última reestilização, realizada em setembro último. Visualmente, é sem dúvida mais atraente que sua configuração de entrada, apesar das mudanças serem bem sutis. O visual dá ao hatch um aspecto mais despojado e se alinha mais ao apelo jovem que a marca italiana tenta associar ao veículo. É um carro simples, mas com alguns detalhes que o aproximam de modelos superiores da linha Fiat. Como o eficiente computador de bordo com funções A e B, que engloba informações de distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso. O painel de instrumentos tem excelente leitura e os comandos estão bem posicionados. De uma maneira geral, é bem fácil se instalar no habitáculo. A visibilidade é boa na frente e compatível com a maioria dos hatches compactos na traseira. Os plásticos se espalham por todos os lados, mas sem folgas nos encaixes e com aspecto bom – principalmente com o kit opcional Black & White de personalização interna, que adiciona detalhes na cor branca e uma faixa horizontal no painel com acabamento diferenciado, criando uma atmosfera mais interessante.
Em movimento, o Uno Attractive é lento nas respostas às pisadas no acelerador. Saídas de sinal e retomadas de velocidade deixam a desejar com o torque máximo de 9,5/9,9 kgfm com gasolina/etanol, que só aparece em 3.850 rpm. Além disso, o barulho invade sem cerimônia a cabine de forma incômoda quando tenta se arrancar mais desempenho do modelo. É difícil conseguir êxito em subidas, ultrapassagens e retomadas sem recorrer às reduções constantes de marchas. O comportamento do Uno Attractive nas estradas chama atenção. O modelo até apresenta aparentes rolagens de carroceria em velocidades acima dos 100 km/h, mas nada que traga medo ou desconforto a quem dirige. O certo é que não se pode esperar muito de um carro com as especificações técnicas desta motorização. 

Ficha técnica

Fiat Uno Attractive

Motor: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 999 cm³, quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro. Injeção multiponto e acelerador eletrônico.
Transmissão: Manual de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira.
Potência: 73/75 cv com gasolina/etanol a 6.250 rpm.
Torque: 9,5/9,9 kgfm com gasolina/etanol a 3.850 rpm.
0-100 km/h: 14,7/13,8 segundos com gasolina/etanol.
Diâmetro e curso: 70,0 mm X 64,9 mm.
Taxa de compressão: 12,1:1.
Velocidade máxima: 151 km/h.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, braços oscilantes inferiores transversais e molas helicoidais. Traseira com barra de torção e rodas semi-independentes, amortecedores hidráulicos e molas helicoidais. Não oferece controle eletrônico de estabilidade.
Pneus: 175/65 R14.
Freios: Discos sólidos na frente e tambores atrás. Oferece ABS como opcional.
Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,81 metros de comprimento, 1,64 m de largura, 1,48 m de altura e 2,38 m de distância entre-eixos. Airbags frontais.
Peso: 920 kg.
Capacidade do porta-malas: 280 litros.
Tanque de combustível: 48 litros.
Produção: Betim, Brasil.
Lançamento no Brasil: 2010.
Reestilização: 2014.
Itens de série: Alertas de limite de velocidade e manutenção programada, ar-condicionado, barra de proteção nas portas, brake light, calotas, computador de bordo A e B, conta-giros, desembaçador e limpador do vidro traseiro, direção hidráulica, faróis de neblina, indicador digital de temperatura da água e combustível, predisposição para rádio, volante multifuncional, pneus de baixa resistência à rolagem e travas e vidros dianteiros elétricos.
Preço: R$ 36.330.
Opcionais: Rádio com USB, Bluetooth e áudio streaming, retrovisores elétricos, alarme, chave canivete com comandos, vidros traseiros elétricos, apoia-braço central para motorista, banco traseiro bipartido, cinto de três pontas central traseiro, comando interno de abertura do porta-malas e tanque de combustível, sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico e rodas de liga leve de 14 polegadas, além da cor metálica da versão testada.
Preço com os opcionais: R$ 42.840.

Autor: Márcio Maio (Auto Press)
Fotos: Isabel Almeida/Carta Z Notícias

Entrada social - Fiat Uno Attractive alia seu design moderno aos confortos básicos de um compacto contemporâneo

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 14 Feb 2015 09:13:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário