26 de fev de 2015

Terceira geração da Nissan Frontier é testada no México

Terceira geração da Nissan Frontier é testada no México

Modelos comerciais têm características muito específicas quando comparados aos carros de passeio. Uma delas é a longevidade de seus projetos, que normalmente duram cerca de 50% mais – sete contra 10 anos, em média. A Nissan Frontier, por exemplo, se encontra em sua segunda geração há 11 anos. Mas a terceira já está sendo produzida na Tailândia e no México, de onde planeja-se exportá-la para cerca de 30 países. O Brasil, por enquanto, não está nos planos da marca. Mas com todo investimento feito pela fabricante nipônica aqui e, principalmente, diante da meta de abocanhar 5% do mercado nacional até o final do próximo ano, é possível que essa seja uma das armas para alcançar este objetivo.

Veja também:

  • Impressões da Nissan Frontier SV Attack 4x4 Automática
A Frontier ganhou uma nova estrutura de longarinas que, segundo a Nissan, acrescentou robustez e tem maior resistência à torção. O comprimento cresceu 3 centímetros, passando de 5,23 metros para 5,26 m, enquanto o entre-eixos caiu 5 cm – era 3,20 m, agora é 3,15 m. A caçamba ficou mais profunda e é possível transportar até 1.118 kg – cerca de 90 kg  a mais que a segunda geração.

O novo desenho foi projetado para otimizar o aproveitamento do espaço interno e, ao mesmo tempo, da capacidade de carga. De acordo com a Nissan, aumentou a área do habitáculo voltada para os ocupantes traseiros e as mudanças resultaram em um melhor coeficiente de arrasto e, consequentemente, na redução do consumo de combustível e do ruído na cabine. A marca promete ainda mais estabilidade em altas velocidades, em função das novas linhas e no novo acerto da suspensão traseira, Multi-link de cinco braços com eixo rígido e barra estabilizadora.

Sob o capô, uma novidade: enquanto no Brasil só há opções de motores diesel, as unidades produzidas no México recebem propulsor 2.5 litros a gasolina naturalmente aspirado, capaz de entregar até 160 cv a 6 mil rpm e torque de 23,8 kgfm a 4 mil rpm. A única opção de câmbio é manual de seis marchas, com tração traseira. As vendas no México começam já no início de março, com preços entre 284.900 e 303.900 pesos mexicanos, equivalentes a R$ 54.300 e R$ 58 mil, respectivamente. No Brasil, a versão mais em conta é a S 4X2 MT, que parte de R$ 102.190 com motor diesel 2.5 litros de 163 cv.

Primeiras impressões

Vitalidade insuspeita

Cidade do México/México – O percurso do teste foi curto, mas colocou a nova Nissan Frontier em diferentes tipos de terrenos. Desde asfalto liso até uma estrada de terra – de sujeira leve, é verdade, mas suficiente para perceber a eficiência do novo acerto de suspensão traseira. O que se pode notar é um comportamento bem mais próximo ao de um carro de passeio. Enquanto se conduz a picape, é até possível esquecer que se trata de um veículo de carga.

O modelo testado estava recheado de equipamentos de segurança, sistema de áudio com Bluetooth e comandos no volante. À primeira vista, todo o interior parece suave ao toque, mas não é. De qualquer modo, os plásticos aparentam qualidade e resistência. O habitáculo se assemelha bastante ao de um utilitário esportivo, tirando um pouco o ar de carro de trabalho que as picapes carregam.

Ficha técnica

Nissan Frontier NP 300 2016

Motor: a Gasolina, dianteiro, longitudinal, 2.489 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro com comando duplo de válvulas. Injeção direta de combustível. Acelerador eletrônico.
Transmissão: Câmbio manual com seis velocidades à frente e uma a ré. Tração traseira.
Potência máxima: 160 cv a 6 mil rpm.
Torque máximo: 23,8 kgfm a 4 mil rpm.
Diâmetro e curso: 89,0 mm x 100,0 mm.
Taxa de compressão: 10,5:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo Double Wishbone, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos e barra estabilizadora. Traseira Multi-link de cinco braços com eixo rígido e barra estabilizadora.
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás.
Carroceria: Picape média cabine dupla sobre longarinas com quatro portas e cinco lugares. Com 5,26 metros de comprimento, 1,85 metro de largura, 1,82 metro de altura e 3,15 metros de distância entre-eixos.
Peso: 1.715 kg em ordem de marcha com 1.118 kg de carga útil.
Capacidade do tanque de combustível: 80 litros.
Produção: Morelos, no México, e Samut Prakan, na Tailândia.
Lançamento da terceira geração (México e Tailândia): 2014
Preço: A partir de 284.900 pesos mexicanos, o equivalente a R$ 54.300.
Autores: Márcio Maio (Auto Press) e Alejandro Konstantonis (AutoCosmos.com/México)
Fotos: Divulgação

Pronta para a briga - Nissan estreia no México a terceira geração da picape Frontier, mas não confirma lançamento no Brasil

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 25 Feb 2015 17:00:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário