1 de ago de 2015

Aprenda a lidar e cuidar melhor dos bancos de couro de seu carro com essa série de dicas

Aprenda a lidar e cuidar melhor dos bancos de couro de seu carro com essa série de dicas

Ter um carro com banco revestido em couro é o sonho da maioria das pessoas ainda nos dias de hoje, afinal, esse simples capricho transmite um certo ar de modernidade e bom gosto ao veículo. O que nem todos sabem, porém, é que os bancos com esse tipo de revestimento exigem muitos cuidados diferenciados, que embora sejam até certo ponto mais simples, devem ser respeitados por quem pretende manter a boa aparência do material. E se você ainda não sabe exatamente o que fazer para cuidar bem dos bancos de couro ou simplesmente busca maiores informações sobre o assunto, fique tranquilo, a seguir apresentamos uma lista de dicas que serão de grande utilidade. Confira!

Informações úteis para cuidar melhor do banco de couro do seu carro



O produto ideal para a limpeza e higienização do banco de couro

Segundo especialistas, o melhor a fazer na hora de limpar o banco de couro é evitar o uso de qualquer produto que possua álcool ou substâncias derivadas. Esse tipo de produto causaria o desgaste do material e pode causar eventualmente uma série de fissuras no revestimento. No caso das limpezas semanais, um simples pano macio (sem tingimentos) umedecido com água tende a funcionar perfeitamente bem. Mas para situações mais extremas em que há gordura ou outras substâncias impregnadas no couro, o ideal é utilizar o pano macio com um pouco de detergente neutro. Leia também:
  • Jeep Renegade desbanca HR-V nas vendas da primeira quinzena de julho – veja o ranking
  • Dicas para avaliar um carro usado antes de decidir pela compra
  • O futuro está próximo! Veja empresas que estão apostando na criação de carros voadores

Cuidado com certos produtos usados em lava jato

Com a correria do dia a dia é comum que muitos proprietários optem por deixar seus veículos aos cuidados dos famosos “lava jato” na hora da limpeza. Isso apesar de ser interessante pela comodidade proporcionada, acaba demandando uma atenção extra, pois alguns estabelecimentos podem acabar utilizando certos produtos nocivos ao revestimento. Diante disso é importante levar o carro somente a estabelecimentos de confiança que utilizam produtos adequados à limpeza dos bancos. O produto ideal não pode ter mais que 5% de substâncias como álcool, vaselina, silicone, querosene, removedor, gasolina ou quaisquer outros derivados do petróleo.

Evitando o famoso “brilho” que o couro adquire com o passar do tempo

Muita gente reclama do fato de o couro adquirir certo “brilho” indesejado à medida em que o tempo passa. Felizmente, porém, esse tipo de incômodo pode evitado por muito tempo. Primeiro é preciso ter em mente que o que causa essa situação são as substâncias que se acumulam na superfície no período de uso. Logo, para evitar o surgimento do problema a dica é manter o revestimento sempre bem limpo.

Carros que ficam em estacionamento descoberto e a vida útil do revestimento

Não tem pra onde correr, se um carro com banco de couro recebe uma excessiva exposição ao sol o revestimento terá que ser hidratado em períodos mais curtos, ou seja, em cerca de seis meses. Em todo caso, o ideal é fazer de tudo para que o veículo não fique muito exposto à luz solar de maneira excessiva.

Cuidados com couro maltratado e aspecto envelhecido

Muita gente compra um veículo usado mas percebe que os bancos de couro estão com aspecto muto envelhecido e enrugado, aí a pergunta que fica é: seria possível recuperar o revestimento? Felizmente a resposta pra essa pergunta é sim. Na maioria dos casos um processo de revitalização ou re-pintura pode melhorar de maneria satisfatória o revestimento, sendo que em alguns casos é possível até a recuperação total.

Sobre a revitalização do couro

Para quem tem dúvidas sobre a possibilidade de fazer a revitalização do couro em casa, a boa notícia é que quando a situação não é muito crítica isso é totalmente possível. Isso porque o processo de modo geral consiste em uma limpeza bem feita e combinada com uma boa hidratação. Agora, em casos mais extremos, ou de pessoas que não querem ter esse trabalho, o melhor mesmo é procurar um estabelecimento especializado, tendo assim o revestimento sempre com aspecto de novo.

Cigarro no banco de couro

Para os fumantes, a vantagem do banco de couro em relação ao de tecido é que o couro não costuma furar com um simples cigarro como ocorre no revestimento em tecido.

Tirar chiclete do revestimento de couro

Quem tem criança sabe que eventualmente o pequeno pode acabar colando chiclete no assento do veículo, mas, no caso do banco de couro é possível resolver o problema de maneira consideravelmente simples. Se ele não estiver grudado há muito tempo no couro a remoção pode ser feita até mesmo com uma simples pedrinha de gelo. Agora, se já tiver tempo de mais o melhor é procurar um serviço especializado para a remoção.

Removendo manchas de caneta esferográfica

Atualmente existem no mercado determinados produtos que ajudam a remover facilmente as manchas recentes, incluindo as de caneta esferográfica. A dica então é ter sempre um desses produtos à mão para caso de necessidade, mas antes de comprar o seu tenha atenção à composição para se certificar de que ele não possui substâncias nocivas.

Sobre a suposta impermeabilidade do couro no caso de derramamento de líquidos

Muita gente acredita que o couro é impermeável no caso de derramamento de líquidos, o fato, porém, é que isso não passa de um mito. Apesar de a absorção do líquido acontecer de forma mais lenta em comparação ao tecido, o fato é que ele não é completamente impermeável. A dica, portanto, é secar o revestimento imediatamente nesses casos.

Fonte: R7
Publicado em: 2015-07-30T08:46:50-03:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário