22 de out de 2015

Primeiras impressões do novo Hyundai HB20X

Primeiras impressões do novo Hyundai HB20X

No segmento automotivo, aumentar as vendas normalmente requer investimentos em modelos de volume. Principalmente por conta da linha HB20, a Hyundai já é a quinta marca do Brasil, atrás apenas das tradicionais Fiat, Chevrolet, Ford e Volkswagen. O portfólio da montadora é até encorpado, já que o associado CAOA produz e importa outros modelos. Mas é a linha de compactos feitos em Piracicaba pela Hyundai do Brasil que justifica tamanho crescimento. Situação que a marca não quer que mude. Tanto que depois de renovar o visual do modelo hatch este mês, passa a enviar para os concessionários a partir de novembro a nova versão aventureira “X”. Ela passa por um face-lift e adota a identidade visual internacional da Hyundai.

Veja também:
  • Primeiras impressões do Hyundai HB20 2016
O lançamento, um mês depois do HB20 hatch convencional, segue uma estratégia simples. Como se trata de seu único produto de volume por aqui, a linha HB20 constantemente recebe novidades, espaçadas entre um ou dois meses normalmente. Seja uma versão nova, uma edição especial ou até uma evolução em itens como a central multimídia. A regra ali é não perder a oportunidade de ver o carro na mídia e, assim, atrair mais atenção. O que tem funcionado, já que dos 8,1% de mercado que a marca coreana conquistou no acumulado de 2015, mais de 6% são mérito apenas da linha HB20. Um êxito que nem a própria Hyundai esperava.

As mudanças estéticas no HB20X seguem a evolução da assinatura que a Hyundai chama de Escultura Fluida 2.0, presente em todos os carros de passeio da marca. A grade frontal está maior e com detalhes cromados. Por se tratar de uma versão aparentemente aventureira, proteções da carroceria mais robustas e barras de teto com acabamento em preto ficam destacadas. Faróis de neblina com projetores e lanternas Clear Type são itens de série, além das rodas de liga leve de 16 polegadas com acabamento diamantado. A versão de topo Premium ainda recebe faróis com projetores e luzes diurnas de leds. A altura livre em relação ao solo aumentou para 206 mm – 41 mm a mais que na versão hatch – e sua altura total cresceu 1 cm, totalizando agora para 1,55 m. A carroceria ainda recebe três novos tons de cores: Prata Sand, Bronze Terra e Verde Forest, este último exclusivo do HB20X.

Atrás, as lanternas ganharam uma nova distribuição das áreas internas e o para-choque, assim como o conjunto ótico dianteiro, ganhou ângulos retos. Os defletores traseiros na base do para-choque agora são redondos. De série, o carro tem sistema de áudio com tela LCD de 3,8 polegadas com comandos no volante, conexão Bluetooth e compatibilidade com iPod e MP3 player. O ar-condicionado na versão Style, de entrada, é analógico, mas na Premium é sempre automático. Ela traz ainda quatro airbags e retrovisores com rebatimento elétrico. E pode receber bancos, painel das portas dianteiras e manopla do câmbio em couro marrom, além de central multimídia com tela de 7 polegadas “touch” capaz de espelhar celulares.

O motor segue o mesmo 1.6 de 128 cv de antes, mas a transmissão agora, assim como no HB20 hatch reestilizado, é sempre de seis velocidades. A sexta marcha foi adotada para reduzir o consumo de combustível, as emissões de poluentes e o nível de ruído em altas velocidades. Com o novo câmbio manual, a velocidade máxima é de 183 km/h e o tempo de aceleração de zero a 100 km/h permaneceu 9,8 segundos. Já sem o pedal da embreagem o modelo chega a 185 km/h, mas leva 11,2 segundos para partir da inércia e chegar aos 100 km/h. Além dessa novidade, um detalhe importante virou, pelo menos por enquanto, uma exclusividade do HB20X na linha: a direção elétrica – nas outras versões, é hidráulica.

Os preços, que na linha atual começam em R$ 53.875 na versão Style, pulam para iniciais R$ 55.395, com câmbio manual, e R$ 59.395, automático. Já a top Premium, sempre automática, hoje custa R$ 61.095 e vai passar a R$ 66.485, já com bancos de couro e central multimídia. Um tanto alto, considerando que se trata de um compacto. Mesmo com o requinte que a Hyundai vem incorporando ao modelo mais caro da linha HB20.

Primeiras impressões

Avanços na trilha

Piracicaba/SP – É inegável a melhora na direção do HB20X com a nova transmissão de seis marchas. Principalmente no caso do câmbio automático, que antes tinha apenas quatro velocidades. A mudança faz com que o carro, que sempre se mostrou vigoroso com seu motor 1.6 de 128 cv com etanol, “grite” menos nas ultrapassagens e retomadas e, com isso, o ganho no isolamento acústico é extremamente nítido.
O HB20X é ligeiramente mais alto que sua carroceria hatch convencional – a altura livre em relação ao solo é de 20,6 cm. Mesmo com essa diferença, ele entrega o mesmo bom desempenho nas acelerações e equilíbrio nas curvas do modelo tradicional. Em trajetos em velocidades altas, acima dos 130 km/h, o carro aderna pouco nas curvas e até instiga uma direção um pouco mais esportiva.
Por dentro, os revestimentos em couro marrom opcionais fazem parecer se tratar de um modelo de segmento superior. A central multimídia é bem fácil de usar, mas a maioria dos recursos mais interessantes – caso, por exemplo, de um navegador GPS – depende da interação com um smartphone conectado à internet e pareado via Bluetooth com o aparelho. Um traço que, pelo visto, será uma tendência nesses equipamentos no futuro.

Ficha técnica

Hyundai HB20X

Motor 1.6: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.591 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote, sistema de partida a frio e comando variável de válvulas na admissão. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial.
Transmissão: Manual de seis velocidades à frente e uma a ré ou automático de seis velocidades à frente e uma a ré. Tração dianteira. Não possui controle de tração.
Potência máxima: 128 cv e 122 cv a 6 mil rpm com etanol e gasolina.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 9,8 segundos (manual) e 11,2 segundos (automático).
Velocidade máxima: 183 km/h (manual) e 185 km/h (automático).
Torque máximo: 16,5 kgfm a 5 mil rpm com etanol e 16,0 kgfm a 4.500 rpm com gasolina.
Diâmetro e curso: 77,0 mm x 85,4 mm.
Taxa de compressão: 12:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores telescópicos pressurizados e barra estabilizadora. Traseira semi-independente por eixo de torção, barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores. Não possui controle de estabilidade.
Pneus: 195/60 R16.
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. Oferece ABS com EBD.
Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,95 metros de comprimento, 1,71 m de largura, 1,55 m de altura e 2,50 m de distância entre-eixos. Airbag duplo frontal de série em todas as versões e laterais na Premium.
Peso: 1.082 kg (manual) e 1.113 kg (automático).
Capacidade do porta-malas: 300 litros.
Tanque de combustível: 50 litros.
Produção: Piracicaba, São Paulo.
Lançamento no Brasil: 2013.
Reestilização: 2015.

Itens de série e Preços

Style (manual ou automático): Ar-condicionado, direção elétrica, vidros, travas e retrovisores elétricos, fixação Isofix para cadeirinhas infantis, sistema de áudio com comandos no volante, rodas de liga leve 16 polegadas, computador de bordo com alerta de manutenção, alarme, faróis de neblina com projetor.
Preço: R$ 55.395 (manual) e R$ 59.395.
Premium (automático): adiciona acendimento automático dos faróis, sensores traseiros de estacionamento, banco traseiro bipartido, alarme volumétrico, volante e pomo de câmbio em couro, maçanetas externas cromadas, friso cromado nos vidros laterais, ar-condicionado automático digital, retrovisores com rebatimento automático, faróis com projetor e luzes diurnas de leds e airbags laterais.
Preço: R$ 62.395.
Opcionais: Bancos de couro marrom e central multimídia.
Preço completo: R$ 66.485.
Autor: Márcio Maio (Auto Press)
Fotos: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias

Aventura sem risco - Hyundai HB20X chega no próximo mês com visual renovado e direção e câmbio novos

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 22 Oct 2015 10:00:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário