24 de out de 2015

Nova Ferrari F12 terá 780 cv

Nova Ferrari F12 terá 780 cv

A Ferrari apresentou nos últimos dias a sua mais nova obra prima. Trata-se da F12tdf, sigla de Tour da France, que homenageia a clássica prova automobilística que visitava diversas regiões da França, pelo período de oito dias e com edições que ocorreram entre os anos de 1988 e 1986. O modelo virá baseado na F12 Berlinetta e virá com melhorias no motor – chegando a 780 cv a 8500 rpm -, na aerodinâmica, e na dirigibilidade, se comparada com a F12 em seu modelo anterior. Se você se interessou e terá dinheiro para isso, saiba que você terá em mãos um veículo que será quase exclusivo. Isso porque a Ferrari irá produzir apenas 799 unidades dessa máquina. Vamos, nas próximas linhas, atualizar vocês a respeito das principais novidades desse veículo que farão com que você tenha um sonho de consumo assim que conseguir ganhar na loteria. Brincadeiras a parte, não há como negar que esse carro de luxo terá incontáveis atrativos.

Quais as principais novidades da nova Ferrari F12tdf?



1# - Motor

Como já adiantamos, umas das principais novidades está no motor desse veículo. Estamos falando de um V12 6.3 e que ganhou 40 cv em relação ao modelo anterior, chegando aos 780 cv a 8.500 rpm. O torque cresceu 1,5 mkfg, atingindo 71,8 mkfg a 6.750 rpm.

2# - Marchas

Tamanha potência será entregue nas rodas pela transmissão automatizada de sete marchas, que virá com as relações 6% mais curtas, as trocas 30% mais rápidas e reduções 40% também mais ágeis.

3# - Construção de peças e velocidade alcançada

As peças do modelo passarão as ser construídas com mais fibras de carbono, possibilitando ao veículo, a perda de 110 kg (também se comparado ao F12 convencional). Com isso, a F12tdf será capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos, de 0 a 200 km/h em 7,9 segundos e atingir uma velocidade máxima de até 340 km/h.

4# - Diferenças e adaptações externas do veículo



Outra diferença importante está em relação à aerodinâmica desse veículo. Os engenheiros da fabricante dizem que as mudanças aumentaram em quase 100% a eficiência dessa novidade em relação ao modelo anterior. Além disso, também afirmam que o modelo gera 230 kg de downforce, quando atinge uma velocidade de 200 km/h. São 107 kg a mais. Isso acabou sendo possível por conta da instalação de novos difusores e spoiler traseiro, além da janela traseira mais inclinada.

5# - Demais mudanças

Outras mudanças que convém ser citadas é que houve o aumento do pneu dianteiro, passando de 255 para 275 e também alterações do eixo traseiro ativo que, assim como no Porsche 911, as rodas giram e permitem “reduzir” o entre-eixo do veículo nas curvas, possibilitando mais agilidade nessas horas.

6# - Curiosidade

Conforme já falamos, o nome do automóvel se deve a uma homenagem ao Tour da France, lendária corrida de rua que a Ferrari dominou entre os anos 1950 e 1960, especialmente com a 250 GT Berlinetta 1956, que faturou quatro vitórias consecutivas. 
Ela homenageia a clássica prova automobilística que visitava diversas regiões da França, pelo período de oito dias, entre os anos de 1988 e 1986.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Prévias
Publicado em: 23 Oct 2015 17:15:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário