22 de nov de 2014

Toyota anuncia o modelo Mirai

Toyota anuncia o modelo Mirai

Veículos com tecnologias diferenciadas de combustível, preferencialmente que utilizem tecnologias de energia renovável e que não emitem poluentes são o próximo passo para o futuro da indústria automobilística mundial. Eles representam uma verdadeira revolução dentro do mercado, pois apontam para uma preocupação cada vez maior para com o meio ambiente e para com a emissão de gases na atmosfera em virtude de veículos. Mais um passo importante rumo ao futuro das energias renováveis e dos combustíveis alternativos foi dado com o anúncio feito esta semana pela Toyota, que mostrou ao mundo o modelo Mirai, que é um veículo movido a hidrogênio.

Primeiro carro de série movido a hidrogênio

O Mirai pode ser considerado inovador e histórico por diversos motivos, mas o principal, sem sombra de dúvidas, se deve ao fato de que ele é o primeiro carro de série movido a hidrogênio do mundo. Ele será produzido em larga escala pela montadora japonesa, para ser lançado comercialmente, inicialmente nos mercados do Japão e dos Estados Unidos, já em 2015. A intenção da Toyota é lançá-lo comercialmente em praticamente todos os principais mercados do mundo em no máximo 3 anos, como parte de uma estratégia voltada para a produção dos chamados “carros verdes”.

O Toyota Mirai foi batizado com este nome justamente pelo fato de que em japonês, a palavra Mirai significa “futuro”, que é justamente o que o modelo representa para o mercado mundial. Com 4 portas, este sedã médio apresenta as mesmas dimensões do Toyota Camry que é comercializado atualmente no mercado brasileiro, trazendo design similar aos modelos do portfólio da marca. O Toyota Mirai apresenta autonomia de 480 km, sendo que seu tanque de hidrogênio poderá ser reabastecido em um procedimento que não irá durar mais do que 5 minutos.

Poluição zero

Para a alegria dos defensores de carros que poluem menos o ambiente, o Toyota Mirai simplesmente irá emitir pelo seu escapamento apenas vapor d’água, o que não irá agredir o meio ambiente em absolutamente nada. A célula de combustível que permite ao Toyota Mirai se movimentar é o local onde o hidrogênio é combinado ao oxigênio presente no ar, gerando, como resultado do processo, água e eletricidade. Para fazer com que este processo que proporciona energia para movimentar o sedã continue ocorrendo, é necessário reabastecer o tanque com hidrogênio, fazendo com que a reação química possa ser mantida em pleno funcionamento.
O Toyota Mirai é o primeiro carro de série movido a hidrogênio do mundo. Ele será produzido em larga escala, e será lançado oficialmente já em 2015.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Prévias
Publicado em: 21 Nov 2014 09:22:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário