21 de ago de 2014

Impressões da nova Volkswagen Saveiro com cabine dupla

Impressões da nova Volkswagen Saveiro com cabine dupla

Em 32 anos de existência, a Volkswagen Saveiro já emplacou mais de um milhão de unidades no Brasil. Só nos primeiros sete meses de 2014, foram 41.705 exemplares comercializados. É um bom número, mas não chega à metade do que vende a líder do segmento, a Fiat Strada. Para tentar reagir, a marca alemã resolveu diversificar um pouco mais – coisa que a marca italiana já vem fazendo há anos. E resolveu adicionar uma versão de cabine dupla às já existentes de simples e estendida. Embora a a Saveiro de cabine dupla tenha apenas duas portas, contra as três da Strada, a Volkswagen acredita que pode roubar parte das vendas da fabricante italiana porque seu modelo, que chega às lojas em setembro, é homologado para cinco passageiros – contra os quatro lugares da rival.

Veja também:

  • Avaliação da Saveiro Cross 2014
  • Volkswagen Saveiro Cross: a picape mais segura do Brasil
Para garantir espaço para três ocupantes atrás, a carroceria foi renovada. A elevação do teto em relação às demais configurações da linha Saveiro fica camuflada pelo novo rack no teto. O espaço interno para a cabeça fica em 1,01 metro no banco dianteiro – 2,3 cm a mais do que nas configurações com cabine simples – e 94,5 cm no traseiro. O assento traseiro fica ainda em posição elevada em relação ao dianteiro em 9,5 cm. Quem vai na traseira conta com vidros laterais basculantes, dois porta-garrafas de até 500 ml, um porta-lata e até uma saída de 12V adicional. Já a caçamba tem 1,10 m de comprimento no assoalho e seu estepe fica posicionado embaixo do veículo, o que deixa lilvre o compartimento de carga de 580 litros.

A Saveiro cabine dupla chega em três configurações e duas opções de motores. A de entrada, Trendline, e a intermediária Highline são equipadas com o antigo motor 1.6 8V de 101 cv/104 cv com gasolina/etanol. A primeira tem acabamento simples e, entre os itens de série, destacam-se apenas a direção hidráulica, vidros e travas elétricos, ABS com EBD, indicador de frenagem de emergência, desembaçador traseiro e freios a disco nas quatro rodas, a partir de R$ 47.490. Já a Highline, que começa em R$ 52.720,  adiciona ar-condicionado, alarme, faróis de neblina, indicador de trocas de marcha, computador de bordo, rádio com CD, MP3, Bluetooth, USB e entrada auxiliar, retrovisores elétricos e volante multifuncional. A Fiat Strada, equipada de forma semelhante, fica com preço similar na versão básica Working 1.4 – diante da Trendline – e cerca de R$ 1 mil mais cara na versão intermediária Trekking 1.6 16V frente à Highline.

A versão de topo Cross é a Saveiro que mais entrega segurança e tecnologia. Já sai de fábrica com controle de estabilidade, ABS off-road, que reforça os freios em estradas não pavimentadas, sistema de assistência à frenagem, controle de tração, bloqueio eletrônico do diferencial e assistência de partida em rampa, que mantém o veículo freado por até 2 segundos depois de aliviar o pedal do freio em aclives de mais de 5%. Nesta configuração, a picape segue com o motor 1.6 16V de 110 cv/120 cv abastecido com gasolina/etanol, com câmbio manual de cinco marchas – no hatch Fox, a Volkswagen incorporou uma transmissão manual de seis marchas ou automatizada de cinco a este propulsor. Com todos esses recursos, a Saveiro Cross parte de R$ 59.990, R$ 3.400 a menos que uma Fiat Strada Adventure 1.8 de 132 cv com três portas equipada à altura. Esta diferença de preço a favor da Saveiro, que a marca alemã mantém em todas as versões, pode ser o elemento que faltava para fazer com que a disputa no mercado de picapes compactas fique menos desigual.

Primeiras impressões

Visualmente, a Volkswagen Saveiro com cabine dupla tem seu charme. Principalmente na versão testada, a de topo Cross. A estética off road e a presença da caçamba impedem que, de cara, uma imagem de carro de passeio seja associada à picape com cinco lugares. Mas o que se constata ao experimentar o modelo com a nova carroceria é que, em relação ao conforto, chega a ser mais funcional para transportar pessoas do que vários modelos compactos com duas portas. Principalmente pelo teto alto.

Presente apenas nesta configuração da picape, no também aventureiro Gol Rallye e no novo Fox Highline, o motor EA211 1.6 16V impressiona pela desenvoltura tanto em trajetos curtos, na cidade, quanto em viagens mais longas, em velocidade de cruzeiro. Com bons 120 cv com etanol no tanque e duas válvulas a mais por cilindro em relação ao EA111, o novo propulsor entrega 85% de seu torque máximo – de 16,8/15,8 kgfm – já aos 2 mil giros. O que confere ao motor bom desempenho mesmo em regimes mais baixos.

Ficha técnica

Dados da montadora: Volkswagen Saveiro Cabine Dupla

Motor EA111 1.6: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro e comando simples de válvulas no cabeçote. Injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico.
Potência máxima: 101 cv com gasolina e 104 cv com etanol a 5.250 rpm.
Torque máximo: 15,4 kgfm com gasolina e 15,6 kgfm com etanol a 2.500 rpm.
Diâmetro e curso: 76,5 mm x 86,9 mm. Taxa de compressão: 12,1:1.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 11,2 segundos e 10,9 segundos com gasolina e etanol. 
Velocidade máxima: 169 km/h e 171 km/h com gasolina e etanol no tanque. 
Peso: 1.111 kg. Motor EA211 1.6: Bicombustível, 1.598 cm³, dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e comando variável de válvulas. Injeção multiponto sequencial e acelerador eletrônico.
Potência máxima: 110 cv e 120 cv a 5.750 rpm com gasolina e etanol.
Torque máximo: 15,8 kgfm e 16,8 kgfm às 4 mil rpm com gasolina e etanol.
Diâmetro e curso: 76,5 X 86,9 mm. Taxa de compressão: 11,5:1.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 10,6 segundos e 10,1 segundos com gasolina e etanol.
Velocidade máxima: 174 km/h e 177 km/h com gasolina e etanol no tanque. 
Peso: 1133 kg.
Transmissão: Câmbio manual de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Não oferece controle eletrônico de tração.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson com mola helicoidal e barra estabilizadora. Traseira interdependente com braços longitudinais e molas helicoidais. Controle de estabilidade na versão Cross.
Pneus: 175/70 R14 (205/60 R15 nas versões Highline e Cross).
Freios: Discos ventilados na frente e discos atrás. Oferece ABS com EBD de série e, na versão Cross, com ABS off road.
Carroceria: Picape em monobloco com cabine dupla, duas portas e cinco lugares. Com 4,49 metros de comprimento, 1,71 m de largura, 1,55 m de altura e 2,75 m de distância entre-eixos. 
Capacidade da caçamba: 580 litros.
Tanque de combustível: 55 litros.
Produção: São Bernardo do Campo, São Paulo.
Lançamento: 1982.
Lançamento da cabine dupla: 2014.

Itens de série

Versão Trendline: ABS com EBD, airbags frontais, banco do motorista com regulagem de altura, desembaçador traseiro, direção hidráulica, sinalização de frenagem de emergência, preparação para som e vidros e travas elétricos. Preço: R$ 47.490.
Opcionais: ar-condicionado, alarme, travas elétricas com controle remoto, retrovisores elétricos, capota marítima com ganchos deslizantes para caçamba, computador de bordo, rádio com CD, MP3, Bluetooth, USB e entrada auxiliar, cor metálica, volante multifuncional, rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis e lanternas de neblina e sensor de estacionamento traseiro. Preço completo: R$ 56.591. Versão Highline: Itens da versão Trendline mais alarme, ar-condicionado, faróis de neblina, indicador de troca de marchas, computador de bordo, rádio com CD, MP3, Bluetooth, USB e entrada auxiliar, volante multifuncional e retrovisores elétricos. R$ 52.720.
Opcionais: Itens da versão Trendline mais revestimento dos bancos e parcialmente das portas em couro sintético. Preço completo: R$ 56.660.  Versão Cross: Itens das versões anteriores mais ABS com função off road, controle eletrônico de estabilidade, sistema de assistência à frenagem, controle de tração, bloqueio eletrônico do diferencial, assistência de partida em rampa, capota marítima e ganchos deslizantes na caçamba, rodas de liga leve de 15 polegadas, sensor de estacionamento traseiro e travamento das portas com controle remoto. R$ 59.990.
Opcionais: Mesmos itens das versões anteriores mais espelho retrovisor eletrocrômico, sensor de chuva e crepuscular, piloto automático e cores especiais amarelo e laranja. Preço completo: R$ 62.890.
Autor: Márcio Maio (Auto Press)
Fotos: Márcio Maio/Carta Z Notícias e Divulgação (interior)

Quinto elemento - Volkswagen Saveiro ganha três versões com cabine dupla e capacidade para cinco ocupantes

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 20 Aug 2014 10:50:00
Ler mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário