28 de ago de 2014

Ferrari 250 GTO de R$ 86 milhões é o carro mais caro vendido em um leilão

Ferrari 250 GTO de R$ 86 milhões é o carro mais caro vendido em um leilão



Uma Ferrari 250 GTO 1962 tornou-se o veículo mais caro já vendido em um leilão. Vendida por US$ 38 milhões, o equivalente a R$ 86 milhões, a Berlinetta foi a grande estrela do leilão da Bonhams na Inglaterra. Foram apenas 39 unidades construídas entre 1962 e 1963, uma leva de veículos de homologação construídos para permitir à Ferrari se inscrever no Grupo 3 de carros de turismo da FIA (Federação Internacional de Automobilismo).  O projeto ficou a cargo do engenheiro Giotto Bizzarrini, que logo depois sairia da Ferrari, com desenho da Pininfarina. O motor V12 3.0 é aquele mesmo Tipo 125 projetado pelo mestre Gioacchino Colombo, ou seja, essa é uma Ferrari feita pelo time tão importante para a marca quanto a contemporânea Seleção Brasileira de 1962 era para o Brasil. Na versão de rua, eram 300 cv e 30 kgfm de torque, o que basta para arrancar aos 100 km/h em pouco menos de seis segundos e ultrapassar os 250 km/h. Esse exemplar especial foi pilotado e chegou a passar pelas mãos de Jo Schlesse e, depois disso, estava nas mãos do mesmo proprietário há 49 anos, quase que sua vida inteira. De tão valioso, o modelo sozinho puxa a valorização de várias outras Ferrari no índice HAGI, uma espécie de "bolsa" dos veículos antigos mais raros do mundo - incluindo outros fabricantes como a Porsche. Contudo, não chega a ser o maior valor pago por uma 250 GTO. Algumas dessas raridades foram vendidas privadamente por valores nem sempre declarados.

Fonte: R7
Publicado em: 2014-08-15T19:12:00-03:00
Ler mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário