9 de mai de 2016

5 carros clássicos que pararam de ser produzidos

5 carros clássicos que pararam de ser produzidos

Todos os anos as empresas automobilísticas anunciam o fim da produção de determinada linha de automóveis por diferentes motivos. Alguns carros são tidos como clássicos, seja pelo número de vendas, contexto histórico ou desempenho. Muitos são desejados por fãs e colecionadores de automóveis e outros venderam tantas unidades que são vistos nas ruas até hoje. Veja abaixo cinco exemplos:

Fusca

O Volkswagen Sedan (fusca) tem um interessante processo de criação. Foi produzido pela primeira vez na Alemanha em 1938. O país sofria uma dura crise econômica entre a Primeira e Segunda Guerra Mundial e o VW Sedan havia sido projetado para ser econômico, pequeno e prático. Essas características faziam com que o carro pudesse ser produzido em grande quantidade.

Todos esses fatores entusiasmaram Hitler, que via no fusca um automóvel popular com a cara do trabalhador alemão. No Brasil, foi fabricado de 1959 a 1996 e a Volkswagen vendeu cerca de três milhões de unidades. O último fusca foi produzido no México em 2003.

Kombi

Aproveitando o sucesso obtido com o fusca, a Volkswagen lançou a VW Kombi, com a proposta de um carro grande para transporte de cargas. O veículo é o utilitário mais antigo e popular do mundo, além de ser um precursor de vans e furgões. Mesmo com toda a popularidade alcançada pelo fusca, a Kombi foi o primeiro carro produzido pela Volkswagen na fábrica brasileira em 1957. Sua produção parou em 2013, quando todos os carros foram obrigados por lei a adotar freios ABS e airbags. No Brasil, a empresa alemã vendeu 1,5 milhão de unidades durante os mais de 50 anos que produziu o modelo.

Corcel

A Ford já estava instalada no Brasil, mas ainda não produzia nenhum modelo popular. Foi em 1968 que a empresa apresentou o Corcel no Salão de Automóveis de São Paulo. Um carro simples, confortável, espaçoso, com bom desempenho, que proporcionava boa visibilidade ao motorista e que se adequava ao gosto e necessidades dos brasileiros. Seu auge foi em 1971. Sua produção foi interrompida em 1986 e foram vendidos 1,3 milhão de unidades.

Opala

Em 1968, na mesma edição do Salão de Automóveis que o Corcel foi apresentado, a General Motors lançava o Chevrolet Opala. Um modelo inspirado no modelo alemão Opel Rekord e com a potência do americano Impala.

O Opala era um carro de luxo confortável, de suspensão macia, com opções de quatro e seis cilindros. Suas muitas aparições em novelas, séries e filmes o tornaram em uma lenda entre os fãs de automóveis. O veículo foi fabricado até 1992 e vendeu um milhão de unidades.

Maverick

Em 1973, a Ford apostou no Maverick para preencher a lacuna que viam entre o Corcel e o Galaxie. Foi lançado na versão cupê de duas portas e sedan de quatro portas. O modelo GT tinha motor V8, 195 cavalos de potência e podia alcançar 180 km/h. Um carro de altíssimo rendimento que não demorou muito para ganhar as pistas. Em 1977 lançaram uma versão mais econômica do veículo, mas não foi o suficiente para torná-lo acessível à população. Apesar de ter vendido apenas 108 mil unidades, o Ford Maverick deixou um legado e é um sonho de consumo de qualquer fã ou colecionador automotivo.
Veja os 5 veículos que fizeram muito sucesso e ainda deixam os fãs de boca aberta quando os veem na rua!

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Clássicos
Publicado em: 09 May 2016 17:31:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário