7 de abr de 2016

Volvo testa em Curitiba ônibus articulado híbrido

Volvo testa em Curitiba ônibus articulado híbrido

Buscar o conforto dos passageiros já não é a única prioridade das fabricantes de ônibus. Além de garantir o bem estar de quem viaja a bordo, as exigências cada vez mais implacáveis nos níveis de emissão de gases aumentaram a busca por soluções sustentáveis ou, pelo menos, que garantam menos poluição ao planeta. Disposta a seguir investindo na sustentabilidade, a Volvo Bus Latin America já testa no Brasil mais um modelo capaz de se adequar a essa realidade. Trata-se do Hibriplus, um ônibus híbrido articulado que rodará, pelos próximos seis meses, na linha Interbairros II De Curitiba, no Paraná. Veja também:
  • Gerenciador de frota da Volvo Bus
  • Volvo amplia capacidade de passageiros do ônibus B270F com chassi alongado
  • Volvo lança novo ônibus rodoviário B310R
A proposta do Hibriplus é aliar alta capacidade de transporte a uma operação silenciosa, baixa emissão de poluentes e conforto para os passageiros. Os testes com o híbrido articulado fazem parte de um memorando de entendimento entre Curitiba e Suécia para a promoção do desenvolvimento sustentável na cidade. A operação do ônibus durante o período de testes não envolve custos para a cidade.

O híbrido articulado tem capacidade para 154 passageiros. A linha Interbairros II transporta 33 mil passageiros por dia e tem 41 quilômetros de extensão. O Hibriplus tem como base de comparação um ônibus articulado movido a diesel, circulando nas mesmas condições de operação. O híbrido articulado da Volvo é equipado com wi-fi e ar-condicionado – uma novidade no transporte urbano da capital paranaense, conhecida, entre outros fatores, por seu clima ameno. Outro diferencial é uma funcionalidade que permite definir e limitar a velocidade do veículo em locais com alto fluxo de pedestres. Os dados do ônibus são monitorados pelo sistema de gerenciamento de frotas da Volvo, que oferece informações como consumo de combustível, emissão de poluentes, horas rodadas, velocidade média e aproveitamento das frenagens para recarga da bateria do motor elétrico.

O modelo é equipado com dois motores, um elétrico e outro a diesel, que funcionam em paralelo ou de forma independente. O veículo opera em modo 100% elétrico durante as arrancadas e quando está parado nos semáforos ou nos pontos de embarque e desembarque, momento em que não há emissão de poluentes e ruído. A bateria do motor elétrico é recarregada durante as frenagens do veículo. Cada vez que se acionam os freios, a energia de desaceleração é utilizada para carregar a bateria. Quando o veículo está parado, seja no trânsito, em pontos de ônibus ou em semáforos, o motor diesel fica desligado. O híbrido articulado possui tecnologia de emissões Euro 6. Segundo a Volvo, o Hibriplus emite até 39% menos CO2 e 50% menos material particulado e NOx que os veículos similares Euro 5 movidos a diesel. A demonstração do híbrido articulado na capital paranaense é a segunda fase do desenvolvimento do projeto de eletromobilidade da Volvo na América Latina. A terceira fase, prevista para iniciar ainda este ano, também em Curitiba, contará com um ônibus que opera no modo elétrico em 70% do tempo, o híbrido elétrico. A primeira fase do projeto começou há um ano, com o início da produção e comercialização do ônibus híbrido convencional Hibribus no Brasil.


Autor: Luiz Humberto Monteiro Pereira (Auto Press)
Fotos: Divulgação

Sustentabilidade coletiva - Volvo testa em Curitiba ônibus híbrido articulado com capacidade para 154 passageiros e refrigerado

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Ônibus
Publicado em: 06 Apr 2016 14:49:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário