18 de abr de 2016

Bugatti Veyron sofre recall nos Estados Unidos

Bugatti Veyron sofre recall nos Estados Unidos

Chamadas de recall não são exclusividades de pessoas comuns. O maior exemplo disso é o mais recente anúncio de recall anunciado pela Bugatti: o Veyron, top de linha da marca que é considerado um dos carros de rua mais rápidos do mundo foi chamado para um recall por três problemas que podem se apresentar. Pode-se perceber que milionários também sofrem. Afinal de contas, uma chamada de recall é algo que assusta e traz desgosto para praticamente todos os donos de automóveis, afinal de contas, isso significa que se está rodando com uma série de problemas que podem causar alguma dor de cabeça maior. Para saber o que aconteceu, continue lendo e confira os motivos do recall do Veyron.

Bugatti Veyron: os motivos por trás do recall



Segundo o recall anunciado na última quarta-feira (13) pela Bugatti, o Veyron apresentou uma série de problemas de montagem que foram identificados pela National Highway Traffic Safety Administration, que é uma espécie de polícia rodoviária que atua nos Estados Unidos. Cerca de 100 modelos do superesportivo foram contemplados pela chamada. Os veículos convocados foram todos fabricados entre 2006 e 2013. Segundo informações divulgadas, foram três os defeitos encontrados no veículo. São eles o tanque de combustível indicar em seu marcador que o carro possui mais gasolina do que a quantidade que de fato está no tanque, o cabo da bateria tem possibilidade de corroer e causar o superaquecimento no motor e também o protetor de carter, que depois de certo tempo pode se soltar e atingir outros carros que estejam transitando na via. Apesar de nenhum veículo ainda ter se envolvido de fato em algum acidente por causa dessas possíveis falhas, o recall é uma medida preventiva para que não aconteça realmente nada com os veículos e seus ocupantes. Afinal de contas, o Veyron é um carro de US$ 2 milhões.

Todos esses defeitos podem ocasionar acidentes leves ou graves, com danos físicos e materiais não só para o motorista e os ocupantes do veículo, como a pessoas e veículos que estejam ao redor. A Bugatti ainda não divulgou nenhuma data para conserto ou procedimentos que serão feitos para o recall. Os donos de veículos que podem estar contemplados na chamada devem prestar atenção e ficar atentos para novas informações e agendar o conserto e a substituição das peças o quanto antes. Afinal de contas, um carro desse preço deve estar sempre nada menos do que impecável. Principalmente nos aspectos que dizem respeito a sua constituição mecânica. Vale ressaltar que consertos advindos de chamadas de recall são sempre completamente gratuitos e bancados pela montadora. Afinal de contas, o erro que causou o defeito no veículo foi deles próprios.
Cerca de 100 modelos do superesportivo foram contemplados pela chamada. Os veículos convocados foram todos fabricados entre 2006 e 2013.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Recalls
Publicado em: 15 Apr 2016 15:35:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário