14 de out de 2016

Alemanha quer banir carros a gasolina e diesel

Alemanha quer banir carros a gasolina e diesel

Uma possível mudança no mercado automobilístico alemão tem tomado as principais páginas dos jornais mundiais. A notícia ganhou grande destaque, pois tem uma importância muito grande. A relevância não se sustenta apenas pelas modificações que causarão no mercado de automóveis, mas também pela sua importância ambiental. O Conselho Federal da Alemanha, conhecido como Bundesrat no país, apresentou uma proposta que sugere uma resolução nacional que visa banir o uso de carros que necessitem de motores de combustão interna até 2030.

A preocupação com o meio ambiente

A resolução nasce em um momento em que o mundo inteiro discute as consequências das ações do homem no mundo. No momento, os principais países do mundo, impulsionados pela grande comoção da Europa discutem questões ambientais, em resposta às mudanças climáticas que puderam ser observadas nos últimos anos. A proposta da confederação defende que a partir do início do ano de 2030 só poderão rodar no país, carros que emitam zero CO2. A intenção declarada da organização PE que essa ideia promissora seja também precursora entre outros países. Que de forma relativamente imediata a União Europeia aplique em todos os países. E em pouco tempo, esse ideal também se espalhe por outros países do mundo inteiro.

A aplicação da mudança

Por mais que a Bundesrat trate o assunto como uma realização fundamental e que ser feita, reconhece que existe uma grande dificuldade em aplicar a mudança e que será preciso vencer muitos desafios dentro e fora da Alemanha. Para conseguir caminhar nesse sentido, a organização vê algumas etapas que devem ser respeitadas para o efetivo funcionamento. Para os alemães é preciso que os carros a diesel ou a gasolina tenham vendagem proibida na Europa, em 2030. Para isso será preciso que a União Europeia tome tal decisão. Se possível, essa venda de novos veículos deve começar a ser regulada já em período anterior ou ano em questão. E mesmo que a organização não tenha o poder de exercer essa modificação em toda a Europa, ela tem enorme força. Pois, hoje, a Alemanha é a principal potência econômica do bloco europeu e, por isso, suas pautas ganham enorme relevância na União Europeia.

Acordo de Paris

É inegável que essa preocupações com as emissões dos carros surge das conversas e discussões feitas durante o Acordo de Paris. Os países europeus se engajaram ainda mais nas causas depois do encontro promovido na França que discutiu maneiras de tornar o mundo e as ações humanas mais sustentáveis e responsáveis com o planeta. A Alemanha de terá reduzir muito as suas emissões de CO2. Até 2050 foi acordado que o país emitiria 95% a menos do que emite hoje. E para se enquadrar em tais condições se mostra extremamente necessária a tomada de medidas drásticas para os alemães. Ao mesmos tempo que tenta aumentar a responsabilidade ambiental, o país observa um grande crescimento e aposta na tendência dos carros elétricos. Para tal mudança ser aprovada é preciso que passe por duas instâncias alemãs.
A proposta da confederação defende que a partir do início do ano de 2030 só poderão rodar no país, carros que emitam zero CO2.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Curiosidades
Publicado em: 14 Oct 2016 15:04:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário