25 de jun de 2015

Primeiras impressões do Ford Focus 2016

Primeiras impressões do Ford Focus 2016

Demorou, mas o Focus finalmente incorporou a atual identidade visual da Ford. O estilo em vigor na marca do oval surgiu em janeiro de 2012, quando o novo Fusion foi o grande destaque do Salão de Detroit. Após o lançamento do sedã médio-grande, os renovados Fiesta, Ecosport e Ka também vieram com a ampla grade hexagonal. Já na linha média Focus, a novidade apareceu apenas em outubro no ano passado, na Europa, e em dezembro nos Estados Unidos. Na América do Sul, o Focus renovado acaba de ser apresentado no Salão de Buenos Aires, na Argentina – onde é fabricado. A versão hatch acaba de ser lançada no Brasil – mas só chegará às concessionárias em agosto, junto com o sedã.

No Mercosul, a defasagem visual do Focus em relação aos demais modelos da Ford ficou particularmente ressaltada. A terceira geração do médio, lançada em 2011 na Europa, só chegou à região em setembro de 2013, quando os novos Fiesta e Ecosport já haviam herdado o estilo frontal do Fusion. Com a grade antiga, apesar de ser um projeto moderno, o Focus de terceira geração realmente parecia antiquado quando comparado aos “companheiros de vitrine”. Nada que impedisse a Ford de manter a liderança de vendas entre os hatches médios – esse ano, o Focus tem 27,8% dos emplacamentos do segmento, seguido pelo Volkswagen Golf, com 25,2%, e pelo Chevrolet Cruze Sport6, com 24,1%.

Com o “face-lift” da terceira geração, o Focus 2016 agora está “bem na foto” em relação aos outros modelos da marca. Ostenta a generosa grade que lembra um “bocão”, bastante similar à usada nos modelos da britânica Aston Martin – que pertenceu à Ford de 1994 a 2007. No Focus, a grade ajuda a diferenciar as versões SE, com formato colmeia, e Titanium, com barras cromadas. Os faróis também foram reestilizados e agora incorporam luzes diurnas em leds. Na lateral, a versão Titanium traz um friso cromado na linha dos vidros. E na traseira, as lanternas assimétricas foram redesenhadas e ganharam superfície complexa. Por dentro, a ideia foi criar um ambiente agradável, com cores mais escuras e contraste de texturas para dar requinte. O cockpit segue um padrão moderno e o painel oferece muitas superfícies “soft touch” e revestimentos em couro. O novo volante é revestido em couro e incorpora comandos de áudio.

Como o objetivo é manter a liderança nacional em seu segmento, o Focus hatch traz também novas tecnologias, principalmente na versão de topo Titanium. É o caso do assistente de frenagem autônomo, que evita a colisão em velocidades de 20 km/h e reduz de forma significativa o impacto a até 50 km/h, do sistema de estacionamento automático de nova geração, para vagas paralelas e perpendiculares, e dos faróis bi-xenon adaptativos que ajustam a iluminação de acordo com a condição de rodagem. A versão básica SE já sai de fábrica com o AdvanceTrac – que inclui controle de estabilidade e tração –, sistema de conectividade Sync com tela colorida de 4.2”, conexão Bluetooth, comandos de voz em português para áudio e telefone, sistema AppLink com cinco novos aplicativos e Assistência de Emergência, que faz uma ligação automática ao serviço de atendimento médico de urgência em caso de acidente com acionamento dos airbags ou corte de combustível. Já as versões Titanium incorporam o Sync MyFord Touch, com tela de 8 polegadas, sistema de navegação, comandos de voz para áudio, telefone, navegador e ar-condicionado, câmara de ré e Sony Premium Sound com nove alto-falantes.

Os motores permanecem os mesmos. O 1.6 Sigma Flex, de 135/131 cv, vem com transmissão manual de cinco velocidades. Já o 2.0 Direct Flex, de 178/175 cv, vem com transmissão sequencial de seis velocidades – que agora traz “paddle shifts” no volante. Em termos de preços, a Ford também optou por não alterar muita coisa. O novo Focus hatch 2016 parte dos mesmos R$ 69.900. Mas agora o modelo de entrada SE 1.6 já vem de série com rodas de liga leve de 17”, sistema AdvanceTrac, freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, sistema de conectividade Sync com tela colorida de 4,2”, AppLink e Assistência de Emergência. Faróis de neblina, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor eletrocrômico, sensor de chuva, chave programável MyKey e ar-condicionado também são de série.

Na outra ponta da tabela está a versão “top” Titanium Plus 2.0 AT. Vem com acabamento Titanium, rodas exclusivas, airbags de cortina, chave com sensor de presença e partida inteligente Ford Power, sistema de conectividade Synv com MyFord Touch, Sony Premium Sound, assistente de frenagem autônomo, faróis bi-xenon adaptativos, sistema de estacionamento automático de segunda geração, espelhos com rebatimento elétrico, banco do motorista com ajuste elétrico e teto solar elétrico. O preço salta para R$ 95.900. A Ford vai dar aos proprietários dos modelos 2014/2015 um desconto de 15% na compra do modelo 2016. A oferta será válida por três meses, dentro de um sistema de pré-venda. Quem adquiriu o veículo financiado também tem a opção de carregar o financiamento para o modelo novo.

Primeiras Impressões

Ford Focus hatch SE 2.0 AT

Aquiraz/CE - As empresas que comercializam radares de trânsito devem estar felizes da vida com o Ceará. Em alguns trechos das estradas da região metropolitana de Fortaleza, onde foi realizado o teste de apresentação do novo Focus hatch, os radares aparecem a 600 metros um do outro. Foi sob o olhar inclemente das câmaras dos radares de controle de velocidade que se realizou a avaliação dinâmica da versão SE Plus 2.0 AT, a intermediária entre as cinco versões disponíveis do hatch. Ela traz rodas de liga leve 17”, airbags laterais, bancos revestidos em couro, sensor de estacionamento traseiro, controle de velocidade de cruzeiro, limitador de velocidade, ar-condicionado automático digital de dupla zona e transmissão sequencial de seis velocidades. Sairá por R$ 78.900, segundo a Ford.  Ao entrar, percebe-se o esforço para dar ao interior um aspecto mais requintado. O acabamento é bom, com muitas superfícies em “soft-touch”, e o cockpit oferece uma correta leitura dos instrumentos. O volante é novo, tem boa pegada e é agradável ao toque. Essa versão SE Plus 2.0 AT, a mais barata com câmbio automático, incorpora os “padlle shifts”, para quem gosta de acionar manualmente as marchas do câmbio automático. Os bancos de couro são confortáveis e os ajustes precisos.
O Focus sempre foi um carro dinamicamente consistente e agradável de dirigir. Aparentemente isso não mudou no modelo 2016. Na versão SE Plus 2.0 AT avaliada, o trem de força formado pelo motor 2.0 Direct Flex, de 178/175 cv de potência e 21,5/22,5 kgfm de torque, e a transmissão automatizada sequencial de seis velocidades mostrou que dá conta de mover com desembaraço o hatch médio de 1.375 kg – embora os radares onipresentes tenham forçado um desempenho excessivamente contido. As retomadas são corretas e permitem realizar as manobras de ultrapassagem com segurança.  A Ford fala que o médio teve uma nova calibração na direção hidráulica e que a rigidez torcional foi reforçada, mas não foi possível perceber a diferença na apresentação. O equilíbrio do hatch nas curvas também agradou bastante, assim como o isolamento acústico. Para a minoria que realmente se dispõe a usá-los, os “paddle-shifts” da versão SE Plus 2.0 AT estão lá, ao lado do volante, para que se possa passar as marchas manualmente sem esforço. Mas, como faz a maioria das pessoas, sempre é possível deixar no Drive e relaxar.

Ficha técnica

Ford Focus 2016

Motor 1.6: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.596 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas variável. Acelerador eletrônico e injeção direta de combustível.
Transmissão: Manual de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 131 cv com gasolina e 135 cv com etanol a 6.500 rpm.
Torque máximo: 16,2 kgfm com gasolina a 3 mil rpm e 16,7 kgfm  com etanol a 5.250 rpm.
Diâmetro e curso: 79 mm x 81,4 mm.
Taxa de compressão: 12,0:1. Motor 2.0: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.999 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas variável. Acelerador eletrônico e injeção direta de combustível.
Transmissão: Câmbio sequencial de dupla embreagem com seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 175 cv com gasolina e 178 cv com etanol a 6.500 rpm.
Torque máximo: 21,5 kgfm com gasolina e 22,5 kgfm  com etanol a 4.500 rpm.
Diâmetro e curso: 87,5 mm x 83,1 mm.
Taxa de compressão: 12,0:1. Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira do tipo multilink, com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Oferece controle eletrônico de estabilidade.
Pneus: 205/55 R16 ou 215/50 R17.
Freios: Discos na frente e atrás. Oferece ABS com EBD.
Carroceria: Hatch em monobloco, com quatro portas e cinco lugares. 4,36 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,47 m de altura e 2,65 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais de série.
Peso: 1.310 kg (1.6), 1.375 kg (2.0 SE) e 1.399 kg (2.0 Titanium) em ordem de marcha.
Capacidade do porta-malas: 316 litros.
Tanque de combustível: 55 litros.
Produção: General Pacheco, Argentina.
Lançamento mundial: 1998.
Lançamento no Brasil: 2000.
Lançamento da terceira geração no Brasil: 2013.

Itens de série

1.6 SE: Rodas de liga leve de 17 polegadas, controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, controle de torque em curvas, aviso de pressão baixa dos pneus, ABS com EBD, airbags frontais, ar-condicionado, computador de bordo, direção e trio elétricos, sistema multimídia com tela de 4,2 polegadas, faróis de neblina, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor eletrocrômico e sensor de chuva. Preço: 69.900.
1.6 SE Plus: Adiciona rodas de liga leve de 17 polegadas exclusivas, airbags laterais, bancos revestidos em couro, sensor de estacionamento traseiro, controle de velocidade de cruzeiro, limitador de velocidade e ar-condicionado automático digital de duas zonas. Preço: R$ 71.900.
2.0 SE Plus: Adiciona transmissão sequencial com seis velocidades e trocas manuais no volante. Preço: R$ 78.900.
Titanium 2.0: Adiciona rodas de liga leve de 17 polegadas exclusivas, airbags de cortina, chave com sensor de presença e partida do motor por botão, sistema multimídia com tela de 8 polegadas, GPS, tela multifuncional de 4,2 polegadas no painel de instrumentos, comandos de voz para áudio, telefone, navegador e ar-condicionado e som Premium da Sony com 9 alto-falantes. Preço: R$ 86.900.
Titanium 2.0 Plus: Adiciona assistente de frenagem autônomo, faróis bi-xenon adaptativos com luzes diurnas de leds, regulagem automática de altura e lavadores, sistema de estacionamento automático de segunda geração, retrovisores externos com luz de aproximação, desembaçador e rebatimento elétrico, banco do motorista com ajuste elétrico em seis posições e ajuste lombar e teto solar elétrico. Preço: R$ 95.900.
Autor: Luiz Humberto Monteiro Pereira (Auto Press)
Fotos: Luiz Humberto Monteiro Pereira/Carta Z Notícias

Evolução natural - Focus hatch modelo 2016 chega em agosto com o atual “family face” da Ford

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 24 Jun 2015 09:31:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário