24 de jun de 2015

Especial: Salão de Buenos Aires 2015

Especial: Salão de Buenos Aires 2015

Assim como no Brasil, o mercado automobilístico da Argentina vem sofrendo uma acentuada retração nos últimos meses. A ponto de ter sido aventada a possibilidade de cancelar o 7º Salão do Automóvel de Buenos Aires. Mas o caso é que uma dúzia de marcas que atuam no mercado argentino tinham algumas novidades importantes para mostrar. Foi o que salvou. Das francesas, Peugeot e Renault se fizeram presentes. Das alemãs, Mercedes-Benz, Volkswagen e Audi. A italiana Fiat fechou a participação europeia. As norte-americanas Jeep, Ford e Chevrolet também montaram estandes, assim como as japonesas Honda, Toyota e Nissan. Ainda estavam duas chinesas: Chery e Lifan. Para o mercado argentino, vários modelos que já rodam no Brasil ainda tinham um ar de ineditismo. O recente “boom” dos crossovers compactos, ocorrido em março por aqui, aparece agora no centro de exposições La Rural, que sedia o Salão até o domingo, dia 28 de junho, em Buenos Aires. Como os inéditos, para os portenhos, Honda HR-V, Peugeot 2008 e Jeep Renegade. O Ford Ka era outra novidade local. Outros modelos eram novidade tanto para argentinos quanto para brasileiros. Como, por exemplo, o face-lift do Ford Focus e dos Peugeot 308 e 408. Caso também da apresentação da Nissan NP300 Frontier, a 12ª geração da picape japonesa que será produzida na Argentina em 2018.

A Renault foi única montadora que fez uma avant-première em Buenos Aires. A Oroch, versão picape do Duster, apareceu em sua versão definitiva de produção. Ela estava ladeada por uma versão hot hatch do Sandero, primeiro modelo R.S. criado fora da França, e por um Fluence GT2, que não vai chegar ao mercado brasileiro. Quem também não vem para o Brasil é o Ford Mustang, prometido para desembarcar por lá no ano que vem. Apesar de terem um Salão do Automóvel e um mercado bem mais acanhados que do Brasil, as regras de homologação mais simples deixam os “hermanos” com alguma vantagem em relação à oferta de modelos.

Os destaques do Salão de Buenos Aires

Fiat 500L – A grande atração dos estandes da Fiat Chrysler foi mesmo o Jeep Renegade, que estava estreando na Argentina. Mas para os brasileiros chamava a atenção a presença do Fiat 500L, que já está sendo vendido por lá. O modelo é empurrado por um motor Fire 1.4 16V de 95 cv, gerenciado por um câmbio de seis marchas e divide a plataforma com o Punto e o Doblò europeus – diferente dos produzidos por aqui. O 500L só é fabricado na Sérvia e tem preço em torno de 280  mil pesos argentinos, ou R$ 90 mil. Não há grandes possibilidades de ser trazido para o Brasil, pois acabaria brigando em preço e função com o médio Bravo, que não é vendido por lá.

Ford Focus sedã – No Brasil, o Focus sedã só chega no final de julho, mas no Salão de Buenos Aires foi apresentado juntamente com a versão hatch. O modelo ganhou a grande grade frontal que vem caracterizando toda a linha de automóveis Ford nos últimos anos. Os motores são os mesmos que animam o Focus atualmente – 1.6 16V de 135 cv e 2.0 16V de 178 cv. No estande, havia especial destaque para o compacto Ka, que só agora desembarca no mercado argentino.

Ford Mustang – O estande da Ford tinha ainda várias presenças ilustres. Caso do SUV médio Kuga, que divide a plataforma com o Focus e tem motor EcoBoost 2.0 de 240 cv, e do Mondeo, nome da versão europeia, utilizado na Argentina, para o sedã médio-grande Fusion. Mas o modelo que mais chamou atenção, sem dúvida, era o novo Mustang, nas versões cupê – definido pela Ford como fastback – e conversível. O motor tem configuração tradicional – 5.0 V8 –, mas traz diversos recursos tecnológicos, como variação de abertura de válvulas, que elevam a potência a 435 cv. A Ford confirmou que o esportivo será vendido no mercado argentino em 2016, mas garante que não há perspectiva de trazer o modelo para o mercado brasileiro, por conta dos custos de homologação e de adaptação ao E85.

Honda CR-V – Oito dos dez carros expostos no estande da Honda eram unidades do crossover compacto HR-V, lançamento da marca japonesa para o mercado argentino. Para os brasileiros, a novidade era o crossover médio CR-V, que passou por um face-lift e ficou mais parecido exatamente com HR-V. A grade dianteira ganhou duas molduras cromadas e juntamente com os faróis remetem às asas estilizadas, que dão o tom também no crossover menor. O motor é o mesmo 2.0 16V de 150 cv, que no Brasil ganhará a versão flex.

Lifan X50 – A chinesa Lifan voltou a apresentar o X50, crossover compacto que deve ser lançado tanto na Argentina quanto no Brasil nos próximos meses. O modelo é empurrado por um propulsor 1.5 16V de 102 cv e tem câmbio manual de cinco marchas. A ideia inicial da marca, quando apresentou este mesmo modelo no Salão de São Paulo, em outubro passado, é que o pequeno SUV chegasse ao mercado com preço de hatch compacto – entre R$ 40 mil e R$ 50 mil –, mas a  subida do dólar adiou o projeto.
Nissan NP300 Frontier – A maior atração da Nissan no Salão de Buenos Aires só vai dar as caras no continente em 2018. A 12ª geração da picape Frontier, identificada como NP300, será produzida na Argentina – atualmente já é feita no México e na Tailândia. Por um tempo,  a NP300 conviverá com a versão produzida em São José dos Pinhais. A picape foi melhorada em todos os aspectos: vai receber uma nova geração de motores diesel e passará a ter câmbio automático de sete marchas ou manual de seis. Além disso, conta com diversos recursos eletrônicos de auxílio dinâmico e terá as capacidades de carga e de off-road melhoradas, com maiores ângulos de entrada e saída. A Nissan trouxe ainda para Buenos Aires o Kick, crossover compacto que deve ser feito em Resende, no Sul do Estado do Rio de Janeiro, ainda este ano.
Peugeot 308 – A Peugeot foi uma das marcas que mais apresentou novidades no Salão de Buenos Aires. Para os portenhos, o crossover 2008 ainda era inédito. Para os brasileiros, a maior novidade era a linha de médios redesenhada. O hatch 308 e o sedã 408 assumiram o design que atualmente define a identidade global da marca Peugeot, com grade maior envolta em grossa moldura cromada. A renovação é para adequar o desenho para a chegada da nova geração do 308, que passará a vir da Europa ainda este ano apenas em versões mais luxuosas.
Renault Duster Oroch – A Renault promoveu a única estreia mundial do Salão de Buenos Aires. A picape Duster Oroch foi apresentada em versão definitiva – em São Paulo, era ainda um conceito – e deve chegar ao mercado brasileiro no início do segundo semestre. A Oroch tem tamanho intermediário entre as picapes compactas e as médias, mas espaço no habitáculo semelhante ao do crossover Duster.
Renault Sandero RS – A Renault desistiu de vender no Brasil o Fluence GT, com motor turbo. Em compensação, resolveu criar uma versão verdadeiramente esportiva para seu hatch compacto. O Sandero R. S. – de Renault Sport – é o primeiro carro produzido fora da França a receber essa designação. Sob o capô, um motor 2.0 flex de 150 cv, câmbio manual de seis velocidades, ESP com opção esportiva, novas regulagens da suspensão, direção e sistema de freios a disco nas quatro rodas. Ele será produzido no Paraná e a marca não antecipou os preços, mas dificilmente ficará abaixo dos RS 60 mil.
Smart Forfour – O Smart Forfour já está confirmado para desembarcar na Argentina no primeiro trimestre de 2016, com um motor 0.9 de 71 cv e câmbio manual de cinco marchas. No Brasil, por conta das adaptações de combustível, o subcompacto de quatro lugares deve chegar meses depois.
Mercedes-Benz Vito – O furgão médio Vito foi uma das grandes novidades do estande da Mercedes-Benz no Salão de Buenos Aires. O modelo, que já está sendo fabricado na planta de San Martín, nos arredores de Buenos Aires, chega ao mercado argentino em novembro e tem boas chances de desembarcar no Brasil em 2016. O Vito é um utilitário de médio porte que será fabricado nas versões Furgão, para dois ou três ocupantes, Furgão Misto, para cinco passageiros, versão Tourer, para oito ocupantes, e Combi, para nove ocupantes, com três na primeira fileira.
Autor: Eduardo Rocha (Auto Press)
Fotos: Eduardo Rocha/Carta Z Notícias

Ares dramáticos - O ameaçado Salão de Buenos Aires dribla a desconfiança e apresenta lançamentos interessantes

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Eventos
Publicado em: 24 Jun 2015 09:18:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário