23 de jun de 2015

Dicas para não perder a permissão para conduzir

Dicas para não perder a permissão para conduzir

"Depois de ter feito o curso obrigatório – CFC, realizado uma prova para comprovar que aprendi algo nele, feito as aulas práticas de direção e de ser aprovado no teste, já posso sair com minha carteira de habilitação definitiva, certo?" Não! Você ainda deve permanecer, por um ano, com sua Permissão Para Dirigir, a chamada Carta Provisória. E mais: dentro desse um ano, você não pode cometer nenhuma infração de trânsito, pois, se isso acontecer, terá que repetir todo o processo cansativo citado.

O que fazer para evitar tal atraso em sua vida?

Neste texto, vou dar dicas para quem acabou (ou não acabou, mas ainda está nesta fase) de receber sua permissão para dirigir não perdê-la, porque quem tirou sua carteira de habilitação quer ou necessita conduzir, pois se fosse o contrário, não teria passado por todo o processo de habilitação. 

Antes de qualquer coisa: o veículo é seu?



O veículo que vai usar é seu? Está registrado em seu nome? Por que essas perguntas? É simples. Caso o veículo esteja registrado em seu nome e acontecer alguma infração, a multa vai direto para sua carteira, mesmo que não seja você o condutor naquele momento. Se você emprestou o seu carro ou moto para alguém e essa pessoa cometeu uma infração, a notificação chegará para você, que terá que informar os dados do condutor (no prazo estabelecido pelo órgão responsável).

Extravio de notificação

Entretanto, há casos em que a notificação de infração é extraviada ou ocorrem outros problemas e quando chega algo em sua casa, já é a multa. Neste caso, se você possui a provisória, se deu mal. Então, talvez seja uma boa estratégia dirigir um veículo registrado em nome de outra pessoa, ou no caso de comprar o seu, deixar no nome de alguma pessoa próxima.

Conheça bem as regras de trânsito

Antes de sair por aí conduzindo, fique atento a todas as informações que recebeu durante seu processo para habilitar-se. Não é só o semáforo vermelho ou alta velocidade que podem lhe gerar multa. Isso parece um pouco óbvio, mas não é. Vejo gente por aí que dirige e sequer sabe o que são preferenciais. Aí fica difícil, né! Então, antes de sair de casa, se você tem algum tipo de dúvida ou se esqueceu de alguma regra, consulte seu manual de trânsito ou pergunte a algum condutor mais experiente. Além disso, procure obedecer todas as regras, pois se elas foram criadas, há algum bom motivo por trás.

Não conduza em qualquer lugar

Uma boa dica para os condutores recém formados é não ir a qualquer lugar. Eu não conheço todos os bairros nem cidades do meu estado Então, não sei exatamente quais situações de trânsito posso enfrentar em determinados locais. Há lugares em que, por alguma pequena desatenção, a infração é cometida. Por exemplo: há cidades em que, muito rapidamente, a velocidade máxima permitida na mesma via passa de 60km/h para 40km/h. Se o condutor não prestar muita atenção, é multado.

Medo de assalto em semáforo

Outro caso muito recorrente é o de avançar o farol vermelho por sentir medo de assalto. Há a possibilidade de recurso, mas é arriscado, por exemplo, da notificação ser extraviada. E aí? Que trabalhão, não? É preferível conduzir em zonas de nosso conhecimento. Essas foram algumas dicas que me ajudaram no meu primeiro ano de habilitado. Espero que ajude também a você. Boa sorte!
Dentro de um ano, quem tem Carta Provisória não pode cometer nenhuma infração de trânsito, para que não a perca. Então, veja nossas dicas!

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Dicas
Publicado em: 23 Jun 2015 17:55:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário