6 de jul de 2016

Romi-Isetta comemora 60 anos de história

Romi-Isetta comemora 60 anos de história

Este ano foi um ano marcante para quem conhece a história do mercado automotivo no Brasil. Isso porque é o ano de comemoração dos 60 anos do Romi-Isetta, veículo que marcou a história de carros do país. Prova de sua importância foi a exposição organizada em sua homenagem no Tivoli Shopping, que fica em Santa Bárbara d’Oeste, no interior do estado de São Paulo. Entre os dias 17 de maio e 5 de junho o local abrigou uma exposição que homenageou o aniversário do carrinho e também contou um pouco mais sobre a sua história.

O marcante Romi-Isetta



Criado há 60 anos, o Romi-Isetta foi o primeiro carro de passeio fabricado em série aqui em terras brasileiras. Dono de características revolucionárias, o simpático carrinho era conhecido por ser compacto e extremamente econômico – da mesma forma que os novos veículos de hoje -, prova disso é o fato de que na época de carros enormes e gastões, ele conseguia fazer até 25 km com 1 litro de gasolina. Ele foi tão importante para a história do Brasil porque ele foi o primeiro automóvel a circular pelas ruas do país que era montado com componentes completamente brasileiros, ao invés de ter peças importadas, como era comum na época. Por sua característica peculiar e diferente do comum, o Romi-Isetta chamou na época a atenção de um grupo em particular que era completamente sensível ao novo e à moda: o grupo dos artistas. Em uma época de ouro para o cinema nacional, o rádio e a televisão, diversos artistas se tornaram proprietários do carrinho, o que o tornou extremamente popular na época. Mais ainda, o Romi-Isetta era também dono de características de estabilidade e comportamento realmente notáveis, o que o levou a competições esportivas, como a prova italiana Mille Miglia, onde se saiu com um desempenho invejável.

Porém, a partir dos anos 1960 novos produtos do mercado automobilístico começaram a trazer concorrência e novidade para o crescente mercado consumidor de automóveis. Era uma época onde o país passou a contar com diversos outros modelos fabricados por montadoras como Vemag, Volkswagen, Simca, Willys, Toyota e FNM, ou seja, uma indústria que só crescia cada vez mais. E foi assim, que ainda com qualidades invejáveis e atuais, que o ciclo de vida do Romi-Isetta chegava ao seu fim. Dessa maneira, o carrinho teve sua produção planejada até o início de 1961, contando com a formação de um estoque que deveria durar até o final do ano. E foi com tudo isso que, em 13 de abril de 1961, o último Romi-Isetta branco e amarelo limão deixou a linha de montagem.
Criado há 60 anos, o Romi-Isetta foi o primeiro carro de passeio fabricado em série aqui em terras brasileiras.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Clássicos
Publicado em: 05 Jul 2016 18:19:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário