23 de ago de 2016

Volvo XC60 D5 recebe motor a diesel

Volvo XC60 D5 recebe motor a diesel

Se na Europa os motores a diesel são maioria e a outra opção existente é o motor movido a gasolina, por aqui o grande sucesso são os motores bicombustíveis, ou seja, que podem rodar tanto com gasolina, quanto com etanol, um combustível que na Europa é praticamente inexistente por conta das baixas temperaturas durante o inverno local, que tornam a utilização do combustível inviável por lá. E mesmo os motores a diesel não sendo tão famosos por aqui, ainda exista quem prefira este modelo, não só por ele ser frequentemente mais eficiente e econômico do que um motor a gasolina, como também pela alta potência que este tipo de motor costuma conferir ao veículo. Prova disso é o fato da Volvo ter decidido trazer ao Brasil uma versão a diesel do seu já conhecido XC60. E é exatamente para que você saiba um pouco mais sobre o assunto é que nós reunimos aqui diversas informações sobre ele.

O XC60 movido a diesel

Na contramão da maioria das marcas de veículos, que buscam oferecer ao mercado opções cada vez mais verdes, recentemente a Volvo anunciou a chegada do seu XC60 a diesel no mercado brasileiro. Segundo a montadora, o motivo para a importação da novidade é o fato de existir uma grande demanda reprimida por parte dos clientes. Até então, a linha atual do XC60 no país era composta por cinco versões diferentes, o 2.0 T5 de 245 cv nos modelos Kinetic, Momentum e R-Design, e também o 3.0 T6 de 306 cv nos modelos Inscription e R-Design, sendo ambos os motores movidos a gasolina. Já no mercado europeu, o XC60 aparece com uma linha de motores a diesel com potências que variam entre 136 cv e 220 cv, sendo todos turbo, donos de cinco cilindros em linha e câmbio automático de seis velocidades.

Para fazer parte da linha de veículos brasileira da Volvo estão sendo esperadas as versões mais potentes de motores a diesel que são vendidas no mercado europeu. São elas as versões 2.4, que podem render 190 cv a 4.000 rpm e torque máximo de 42,8 kgfm entre 1.500 e 3.000 rpm ou 200 cv a 4.000 rpm e toque máximo de 42,8 entre 1.500 e 3.000 rpm. As novidades por aqui devem chegar identificadas como D4 e D5, sendo ambas equipadas com tração integral. Hoje o utilitário da Volvo, que foi reestilizado em 2013, é comercializado por preços que partem de R$ 162.950 na versão mais básica, a T5 Kinetic, e chegam a R$ 263.950 no modelo top de linha, o T6 R-Design.
Segundo a montadora, o motivo para a importação da novidade é o fato de existir uma grande demanda reprimida por parte dos clientes.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Mercado
Publicado em: 23 Aug 2016 14:44:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário