8 de ago de 2016

Nissan lança o SUV compacto Kicks por R$ 89.990

Nissan lança o SUV compacto Kicks por R$ 89.990




Kicks está a caminho das lojas de todo País e estreia em 5 de agosto com as Olimpíadas Rio 2016 Divulgação/Nissan A Nissan apresentou oficialmente nesta semana seu novo SUV compacto, o Kicks. Inédito e desenvolvido para vender em mais de 80 países, o crossover estreia primeiro no Brasil, de carona com as Olimpíadas Rio 2016 — é o carro oficial dos jogos olímpicos. O utilitário será produzido em Resende, no sul do Rio de Janeiro, mas curiosamente chega primeiro importado de Águas Calientes, no México, onde a produção já começou. Vem brigar com a crescente e febril turma de SUVs compactos liderada pelo Honda HR-V. Entre os adversários estão também o Jeep Renegade, outro sucesso comercial, além de Renault Duster, Ford EcoSport, Chevrolet Tracker, Peugeot 2008 e alguns chineses — como Lifan X60 e JAC T5. Seu foco, porém, é o HR-V, e o Kicks vai entregar muito conteúdo para tentar fisgar uma parcela de clientes da Honda. Inicialmente, será vendido apenas na versão mais cara SL, com preço sugerido de R$ 89.990. O valor é um tanto salgado para as expectativas iniciais, mas o Nissan tem cartas na manga. Design é um dos pontos altos do Kicks, que pode ter o teto de cor diferente, tal qual o Evoque Divulgação/Nissan A começar pelo projeto, que estreia nova plataforma global, derivada da estrutura de New March e New Versa. Segundo os engenheiros da marca japonesa, foram tantas modificações no monobloco que se trata de outro veículo. A carroceria recebeu reforços estruturais, aços de alta resistência e alterações importantes no cofre do motor e na posição do eixo dianteiro, que permitiu chegar ao menor raio de giro da categoria — o que é decisivo na manobrabilidade, sobretudo na hora de estacionar em vagas complicadas. Além de ser mais resistente à torção, esta nova plataforma V-Extended do Kicks também é extremamente leve. O SUV pesa 1.142 kg nesta versão de topo, que está a caminho das lojas. Isso permitiu à Nissan instalar o conhecido 1.6 16V flex, presente nas versões tops de March e Versa. O motor também recebeu apromoramentos nos dutos de admissão e na parte eletrônica, que foi inteira renovada. Produz 114 cv de potência a 5.600 rpm e um torque de 15,5 kgfm a 4.000 giros com ambos os combustíves.

Motor 1.6 flex tem sistema de partida a frio e surpreende, ajudado pelo baixo peso do SUV Divulgação/Nissan Para extrair o máximo de economia, a Nissan oferecerá momentaneamente o Kicks somente com o câmbio automático Xtronic CVT. A transmissão continuamente variável também recebeu alterações em relação à caixa recém-lançada no March e no Versa. Há a função D-Step, que ajuda a poupar combustível, um modo Sport e, quando o motorista pisa mais fundo no acelerador, simula seis marchas virtuais, para imprimir melhor dinâmica em uma eventual ultrapassagem na estrada, por exemplo. Contra o Honda HR-V, o Kicks também apostará alto em conteúdo, sobretudo no que diz respeito à segurança e entretenimento. O modelo praticamente não tem opcionais e virá, de fábrica, com uma lista bastante recheada. São de série direção elétrica progressiva, ar-condicionado automático digital, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), ABS com EBD, controles eletrônicos de estabilidade e de tração, assistente de saída em rampas, rodas de liga aro 17 e chave presencial com partida do motor por botão. Couro da cabine com três opções de cor reforça o leque de personalização de interior do Kicks Divulgação/Nissan Na parte de conforto, há ampla forração em couro (bancos, volante, alavanca do câmbio, centro do painel e forro das portas), volante multifuncional com base reta e ajustes de altura e profundidade, vidros elétricos com acionamento por um toque nas quatro portas, cintos de três pontos para todos os ocupantes, Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, sensores de obstáculos traseiros e central multimídia com GPS, tela touch de 7 polegadas e câmera de ré com visão 360º — um gráfico mostra o ângulo aéreo dos veículo e possíveis objetos e obstáculos. O Kicks tem ainda itens inusitados, como os bancos com espumas desenvolvidas pela Nasa. Segundo engenheiros da montadora, os assentos criados em parceria com a Agência Espacial dos Estados Unidos têm ergonomia perfeita, uma vez que as espumas se ajustam ao corpo dos passageiros com densidade ideal, nem muito macia, nem demasiadamente dura, para evitar fadiga e má pocisionamento do corpo. Já a cabine é farta em espaço e quantidade de porta-objetos. E o porta-malas comporta 432 litros — é um dos maiores do segmento. Assine já o R7 Play e veja a programação da Record online

Fonte: R7
Publicado em: 2016-07-19T16:00:00-03:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário