25 de mar de 2016

NSX nova geração começa a ser produzido

NSX nova geração começa a ser produzido

Conhecida por ser a divisão de automóveis de luxo da Honda, a Acura divulgou uma notícia que deixaram muitos aficionados pelo universo automobilístico animado. Considerado um dos melhores carros já produzidos pela montadora, o NSX finalmente terá a sua nova geração começando a ser produzida. Mas a espera não foi pouca. Para se ter uma ideia, a segunda geração do NSX foi anunciada pela primeira vez em dezembro de 2007. E desde a época a montadora já apresentou uma série de protótipos para o novo modelo, sendo um dos últimos deles no Salão do Automóvel de São Paulo em 2012.

A produção do novo NSX será dividida em duas partes. Enquanto a fábrica de Marysville, em Ohio, nos EUA, será a responsável pela fabricação do carro propriamente dito, uma outra fábrica, localizada em Anna, ficará encarregada pela produção do motor 3.5 V6 biturbo que equipará o superesportivo. O motor é construído a mão e possui lubrificação por cárter seco. Cada motor leva cerca de seis horas para ser montado e finalizado, e possui montagem também a mão, por experientes engenheiros que trabalham na fábrica de Anna, em Ohio.

Como deve chegar o novo NSX

Bem como o NSX original, a segunda geração do esportivo será equipada com um motor central. A antiga tração traseira foi embora e foi substituída pelo sistema SH-AWD. Com três motores, ele tem o motor a gasolina que é responsável pelas rodas traseiras e outros dois motores elétricos que se responsabilizam pelas rodas dianteiras. A intenção da Honda com a nova geração do NSX é trazer inovação e surpresa para o segmento de carros superesportivos, bem como fez com a primeira versão do veículo, lançada há 25 anos.

O modelo que deve chegar em 2017 chegará como o primeiro superesportivo a chegar com uma unidade de potência híbrida com tração integral e um cockpit que foi pensado para suportar uma direção esportiva sem precisar deixar o conforto de lado. A montadora planejava trazer o veículo para o Brasil, tanto que apresentou um protótipo no Salão de São Paulo. Cenário que foi alterado por causa da crise, que fez com que o dólar alto resultasse em um carro que custaria mais de R$ 1 milhão em terras brasileiras, o que inviabilizou completamente a comercialização do veículo no país. O que resta para os brasileiros é torcer para a Honda trazer ao menos um exemplar do novo modelo para expor no próximo Salão de Automóvel.
Ele tem o motor a gasolina que é responsável pelas rodas traseiras e outros dois motores elétricos que se responsabilizam pelas rodas dianteiras.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Prévias
Publicado em: 24 Mar 2016 16:43:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário