31 de mar de 2016

Citröen C3 sofre recall no Brasil

Citröen C3 sofre recall no Brasil

Na última segunda-feira (28), a montadora francesa Citroen anunciou uma nova campanha de recall para o seu compacto C3. Segundo o que foi divulgado pela montadora, cerca de 8.330 unidades do veículo foram convocadas para reparo. Todos os modelos convocados foram fabricados entre março e outubro de 2015. As falhas apresentadas no veículo foram decorrentes de um problema na montagem e fixação do chicote elétrico do limpador de para-brisas da parte dianteira do C3. Caso você tenha receio de ter sido afetado pela chamada, confira os números de chassi que abrangem os veículos que foram chamados para reparo. De fabricação entre 02 de março e 01 de outubro de 2015, os carros convocados têm número entre FB538130 a GB512530.

De acordo com informações da Citroen, os veículos afetados podem sofrer riscos de acidentes e até mesmo danos físicos decorrentes do defeito apresentado no veículo. Por causa de uma falha na montagem, o para-brisa dianteiro do veículo pode não funcionar, sendo de grande perigo em dias de chuvas intensas, podendo causar sérios problemas de visibilidade. É importante ressaltar que o serviço de reparo da falha do veículo é gratuito e oferecido pela Citroen. O conserto deve ser agendado e segundo informações da montadora, é realizado em cerca de uma hora. Em caso de qualquer dúvida, o proprietário deve entrar em contato com a Citroen por meio do telefone 0800 011 8088. Vale lembrar que é de extrema importância que, caso o seu veículo esteja na lista de chamada para o recall, o agendamento do conserto deve ser realizado o mais rápido possível. Afinal de contas, prevenir acidentes nunca é demais.

Recalls anteriores

Apesar de ser o primeiro do ano, não foi o primeiro recall sofrido pelo C3, da Citroen. Em 2015 a  montadora convocou 80 unidades do compacto, com fabricação entre 26 de março e 24 de abril de 2012, com números de chassi não sequenciais entre DB500423 e DB500779. Na época, o defeito apresentado era nos flexíveis de freio dianteiros. Na época, a falha poderia ocasionar a diminuição da eficiência na hora da frenagem do veículo, aumentando os riscos de acidentes com danos físicos e materiais ao motorista, aos demais ocupantes do veículo e até mesmo a terceiros. Neste mesmo recall foram convocados outros modelos da Citroen que também apresentaram os mesmos defeitos. Foram eles 277 unidades do C3 Aircross e também 270 unidades do C3 Picasso.
As falhas no veículo foram decorrentes de um problema na montagem e fixação do chicote elétrico do limpador de para-brisas da parte dianteira do C3.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Recalls
Publicado em: 30 Mar 2016 12:55:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário