27 de fev de 2016

Novo Civic 2016 sofre recall

Novo Civic 2016 sofre recall

O Novo Civic mal começou a ser vendido nos Estados Unidos e já vai passar por um recall. A versão 2016 do sedã teve comercialização interrompida pela Honda no final de janeiro por inconsistências que foram detectadas no motor 2.0 aspirado e que podem causar danos ao mesmo ou falhas. O problema apresentado é que o propulsor pode ter sido montado sem os anéis de pressão de fixação dos pinos dos pistões. Segundo a investigação que tem sido feita, a sua montagem também não foi realizada de maneira correta. Isso causava falhas ou danos mais graves ao propulsor. As falhas e danos podem abranger os cilindros, as bielas, o virabrequim e o cabeçote. Causando danos gravíssimos ao carro. Segundo o que foi divulgado pela montadora japonesa, cerca de 42 mil unidades foram afetadas com o defeito, e todas elas no mercado norte-americano. De acordo com o que foi anunciado pela Honda no último dia 24, os veículos que serão chamados são aqueles produzidos entre 22 de setembro de 2015 e 3 de fevereiro de 2016. Vale ressaltar que o motor 1.5 turbo a gasolina de 176 cavalos, que foi o grande destaque do novo modelo, não foi afetado. Foram convocadas apenas as unidades equipadas com o motor 2.0 i-VTEC.

Recalls anteriores

Não é a primeira vez que o Civic é convocado pela Honda para um recall. Em 2015 a montadora japonesa anunciou um recall de mais de 219 mil unidades do sedã para reparar defeitos de fabricação. O chamado abrangia os veículos que foram fabricados entre 2007 e 2012. Na época, o defeito apresentado era uma falha de fabricação que podia fazer com que fragmentos metálicos fossem arremessados contra os passageiros, podendo danos graves ao condutor e seus acompanhantes. O problema acontecia porque em caso de colisões frontais moderadas ou severas a estrutura do insulflador das bolsas de segurança poderiam se romper, projetando assim, as partículas metálicas na direção dos passageiros. Em casos mais extremos, as lesões causadas eram de alta gravidade e podiam ser até fatais para os ocupantes dos carros.

O recall fez parte de um chamado global que envolveu não só o Civic, como também 123.322 unidades do Honda Fit, 75.508 unidades do sedã médio City e 59.737 unidades da SUV CR-V. Alguns dos chamados fizeram parte do megarecall global de carros que eram equipados com airbags defeituosos da empresa Takata. Na época o evento gerou grande repercussão e afetou não só carros da Honda, como também de outras montadoras que utilizavam airbags fornecidos pela empresa. Apenas para se ter uma ideia do tamanho do problema, foram convocados mais de 53 milhões de carro pelo mundo para realizar a troca do aparelho defeituoso.
Segundo o que foi divulgado pela montadora japonesa, cerca de 42 mil unidades foram afetadas com o defeito, e todas elas no mercado norte-americano.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Recalls
Publicado em: 26 Feb 2016 18:44:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário