7 de mar de 2015

Carro antigo pode ter problema com o aumento do etanol na gasolina

Carro antigo pode ter problema com o aumento do etanol na gasolina

Os proprietários de carros mais antigos poderão ter muito com o que se preocupar em relação ao anúncio do aumento da presença do etanol na gasolina que é comercializada no Brasil, que passou de 25% para 27%. Isto se deve ao fato de que carros mais antigos poderão apresentar problemas por conta deste aumento da presença do etanol na gasolina que é vendida nos postos do Brasil. Vamos entender o motivo!

Problemas para veículos fabricados antes da década de 1990



Segundo foi dito pelo presidente da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, Edson Orikassa, os carros que foram produzidos antes da década de 1990 poderão apresentar problemas por conta do aumento do etanol na gasolina. Orikassa afirmou que estes carros poderão apresentar algumas alterações em seus materiais feitos de borracha, como as mangueiras de combustíveis, e também poderão apresentar alterações em itens de plástico e também de metal. Com isto, os materiais poderão oxidar por conta da presença maior do etanol, o que poderá ocasionar corrosão e maior risco de danos que possam colocar em risco o proprietário e outras pessoas. Os modelos mais recentes apresentam materiais que trazem em sua concepção as melhoras de qualidade que foram feitas ao longo dos últimos anos, e com isto, conseguem se defender melhor da presença mais marcante do etanol na gasolina.

Modelos importados também podem apresentar problemas



Ainda segundo informações de Orikassa, não são apenas os carros mais antigos, que foram fabricados antes da década de 1990, que poderão apresentar problemas por conta do aumento da presença do etanol na composição da gasolina. Segundo se sabe, os carros importados também podem apresentar problemas, pois não se sabe ao certo até que ponto eles são capazes de suportar a presença maior do etanol dentro da composição da gasolina que é comercializada por aqui. Se sabe que eles são mais resistentes e que apresentam materiais mais resistentes do que modelos antigos, mas não se sabe ao certo realmente se eles são capazes de resistir ao etanol, que não aparece em outros países com a força que aparece por aqui. O que foi divulgado indica que a nova mistura, com maior presença de etanol, deverá valer a partir de 16 de março, e será aplicada tanto à gasolina comum, quanto à gasolina aditivada. Oficialmente, no entanto, a Petrobrás mostrou que de acordo com testes feitos, a nova mistura não causou qualquer tipo de problema aos veículos que foram testados. 
Os proprietários de carros mais antigos poderão ter muito com o que se preocupar em relação ao aumento da presença do etanol na gasolina, em 2%.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Curiosidades
Publicado em: 06 Mar 2015 16:26:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário