10 de mai de 2015

Impressões da Nissan Frontier SL 4X4

Impressões da Nissan Frontier SL 4X4

Normalmente, a transição entre gerações de utilitários é mais amena que a de carros de passeio. Apesar dos projetos normalmente sobreviverem por longos 10 anos, as mudanças nem sempre são suficientes para afastar novos negócios, já que a motivação principal da compra é o uso profissional, ou seja, mais racional e menos emotiva. Mas o sucesso que alguns comerciais leves fazem no Brasil – caso das picapes médias, por exemplo – e suas aptidões semelhantes às de veículos familiares podem criar certo impacto nessas fases pré-mudanças. A Nissan Frontier já tem sua terceira geração produzida na Tailândia. E será, em breve, construída na Argentina, na nova fábrica da marca dentro do complexo de Santa Isabel, da sócia Renault, em Córdoba. O modelo deve deixar de ser fabricado em São José dos Pinhais, na planta da parceira francesa no Paraná, para ser apenas importado do país vizinho. E, mesmo perto de ser substituído, reúne diversos confortos e tecnologias que deixam sua vocação de transporte de carga em segundo plano. Principalmente na configuração de topo SL, que responde por 35% do total da linha no Brasil.

Veja também:
  • Impressões da Nissan Frontier SV Attack 4x4 Automática
  • Terceira geração da Nissan Frontier é testada no México
A versão é a que esboça uma personalidade mais social na picape. O ar-condicionado é de duas zonas e digital, a entrada no veículo e a partida do motor se dão por meio de um botão e os bancos são revestidos em couro. Além disso, na linha 2015, a Frontier SL ganhou uma nova central multimídia com tela colorida de 6.2 polegadas. Vem com DVD e CD player, GPS, Bluetooth – com função de streaming de áudio, inclusive –, entrada USB e câmara de ré.

Sob o capô da Frontier SL está um propulsor 2.5 litros turbodiesel capaz de entregar até 190 cv de potência a 3.600 rpm e torque de 45,8 kgfm, atingido já a 2 mil rotações. O câmbio é sempre automático de cinco velocidades, assim como a tração integral com reduzida. Controles dinâmicos de tração e estabilidade também entram no pacote de fábrica.

A conta final  é salgada, mas se mostra um custo/benefício interessante quando comparada à concorrência. Pela Frontier SL 4x4, a Nissan cobra iniciais R$ 144.690. A concorrente líder no setor, Chevrolet S10, parte de R$ 154.550 em sua versão de topo, a turbodiesel LTZ, com motor 2.8 de 200 cv. Já a Ford Ranger XLT 3.2 Diesel 4X4 – AT, com propulsor 3.2 turbo de 200 cv, começa em R$ 143.500, enquanto a Toyota Hilux só passa a ter os mesmos comodismos e acabamento semelhante a partir da faixa de R$ 160 mil com motorização diesel.

Primeiras impressões

Resende/RJ – A robustez da Nissan Frontier e seus atributos de picape média com tração integral são sem dúvida grandes trunfos da versão SL. Mas a configuração de topo do modelo é também a que mais carrega atributos dignos de veículos de passeio. O “jeitão” bruto e as dimensões avantajadas não negam a vocação de carro de carga e aventureiro, mas os comodismos e alguns detalhes de acabamento criam um habitáculo capaz de impressionar quem busca uma função mais familiar ao utilitário.

A cabine tem comandos na medida certa e recebe seus ocupantes com conforto e espaço de sobra. Tanto para trajetos curtos quanto para viagens longas. O ar-condicionado de duas zonas refrigera rapidamente o habitáculo e os bancos de couro, junto com o novo sistema multimídia com tela de 6,2 polegadas, contribuem para que a picape não deva muito a um carro de passeio – mas, logicamente, não um que esteja na mesma faixa de preço da Frontier SL, que custa R$ 144.690.
O motor de 190 cv e 45,8 kgfm de torque é bem disposto. A transmissão automática de cinco marchas não tem trocas suaves, mas seu comportamento é condizente com o trem de força. A suspensão não contribui para evitar os sacolejos dos ocupantes, mas em trajeto com poucos desníveis no solo, isso quase não se sente. Apesar de estar apta a passar por lamaçais, pirambeiras e barrancos sem dificuldades, na rua, a picape da Nissan preza mesmo pelo conforto.

Ficha técnica

Nissan Frontier SL 4X4

Motor: Diesel com turbo de geometria variável, dianteiro, longitudinal, 2.488 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro com comando duplo de válvulas. Injeção direta de combustível do tipo common rail. Acelerador eletrônico.
Transmissão: Câmbio automático com cinco velocidades à frente e uma a ré. Tração traseira com acoplamento elétrico de tração nas quatro rodas e de tração reduzida. Diferencial com escorregamento limitado. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 190 cv a 3.600 rpm.
Torque máximo: 45,8 kgfm a 2 mil rpm.
Diâmetro e curso: 89,0 mm X 100,0 mm.
Taxa de compressão: 16,5:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo Double Wishbone, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos e barra estabilizadora. Traseira em eixo rígido, com feixes de molas e amortecedores hidráulicos telescópicos. Controle eletrônico de estabilidade.
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. ABS e EBD de série.
Carroceria: Picape média cabine dupla sobre longarinas com quatro portas e cinco lugares. Com 5,23 metros de comprimento, 1,85 metro de largura, 1,78 metro de altura e 3,20 metros de distância entre-eixos. Airbag duplo frontal de série.
Peso: 2.005 kg em ordem de marcha. 1.030 kg de carga útil.
Capacidade do tanque de combustível: 80 litros.
Capacidade off-road: Ângulo de ataque de 32º, ângulo de saída de 24º, capacidade de subida de rampa de 39º e altura livre do solo de 22 cm.
Produção: São José dos Pinhais, Paraná.
Lançamento da geração no Brasil: 2007.
Itens de série: Estribos laterais e rack de teto, faróis de neblina, grade frontal e retrovisores externos cromados, para-barro rígido nas rodas dianteiras e traseiras, pára-choques dianteiro na cor do veículo e traseiro cromado, ar-condicionado digital dual zone, bancos com revestimento em couro, câmara traseira com imagem integrada ao display do rádio, chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e presencial, computador de bordo, comandos de áudio e telefone no volante, desembaçador do vidro traseiro, direção hidráulica, manopla do câmbio com revestimento em couro,  piloto automático com controle no volante, regulagem de altura dos faróis, retrovisores externos elétricos, vidros elétricos, airbags frontais, alarme, controle de estabilidade e tração, freios ABS com EBD, rádio com CD, DVD, GPS, MP3, entrada auxiliar, conexão USB e tela LCD de 6,2 polegadas. 
Preço: R$ 144.690.

Autor: Márcio Maio (Auto Press)
Fotos: Márcio Maio/Carta Z Notícias e Divulgação (interior)

Convergência de funções - Nissan Frontier SL reúne recheio de carro familiar com robustez e dimensões de veículo de carga e aventureiro

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes
Publicado em: 06 May 2015 09:33:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário