31 de mai de 2015

GM atinge marca de 500 milhões de veículos no mundo

GM atinge marca de 500 milhões de veículos no mundo






Veja a galeria completa Executivos da General Motors agradeceram a marca inédita de 500 milhões de veículos produzidos no mundo Divulgação/GM A General Motors celebrou nesta segunda-feira (4), em vários países, a marca inédita de 500 milhões de veículos produzidos ao longo de seus 106 anos de existência. Fundado em 1908, o conglomerado norte-americano (que reúne as marcas Buick, Cadillac, Chevrolet, GMC e Opel) é o primeiro a atingir tal volume. Deste total, 21 milhões de modelos foram entregues na América do Sul, sendo 14,5 milhões só no Brasil, terceiro maior mercado do grupo. Só a título de comparação, em 2012, a Ford anunciou ter atingido a marca de 350 milhões de unidades. No mesmo ano, a Toyota celebrou 200 milhões de veículos, mesmo total atingido pela Volkswagen dois anos depois, em 2014. Segundo Santiago Chamorro, presidente da GM do Brasil, se enfileirados, os 500 milhões de veículos dariam a volta no planeta 70 vezes e, se empilhados, somariam quatro vezes a distância até a Lua. – É um ano para fortalecer o laço que temos no Brasil. Em 2014, anunciamos um investimento de R$ 6,5 bilhões para o desenvolvimento de novos produtos e inovações. Isso demonstra a confiança que temos no futuro do País. É motivo de orgulho vermos o sucesso absoluto de Onix e Prisma nas vendas desde a estreia. Os modelos são exemplos de como um trabalho bem-feito de design e tecnologia fazem a diferença. GALERIA
Veja os carros mais vendidos do Brasil de todos os tempos Veja a galeria completa Lançado em 1994, o Corsa chegou à 2ª geração (foto) em 2002 Reprodução Corsa é o campeão nacional Em janeiro deste ano, a GM completou 90 anos de atividades no Brasil, e a marca de 14,5 milhões de veículos produzidos no País. Destes, o Chevrolet Corsa é, até hoje, o campeão de vendas da marca, com 3 milhões de unidades entregues entre as duas gerações comercializadas por aqui. Em segundo lugar aparece o Celta, ainda em produção, com 1,8 milhão de unidades. O terceiro é o Chevette, com 1,4 milhão de modelos. Cada um dos três modelos tinha atributos que os tornaram bem-sucedidos em suas épocas. Contudo, Jaime Ardila, presidente da GM na América Latina, lembra que vivemos outra época e que, no futuro, o que vai definir o sucesso dos carros é muito diferente de tudo o que já foi oferecido até hoje. – Os próximos carros serão mais fáceis de se produzir em termos de manufatura, mas terão um desafio bem maior quando observamos a satisfação do consumidor. Existe uma percepção de que os jovem perderam o interesse nos autoóveis, mas as estatísticas mostram que 40% dos veículos foram adquiridos recentemente por jovens com idades entre 30 e 40 anos. O que mudou é que o consumidor de hoje exige uma vida digital a bordo. Tecnologicamente, os próximos carros serão um conjunto de softwares trabalhando para o motorista. E essa integração da conectividade é o que fará com que o automóvel continue fazendo a diferença na vida das pessoas. Leia mais notícias de Carros

Fonte: R7
Publicado em: 2015-05-05T14:32:00-03:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário