12 de mai de 2015

Hyundai volta a cogitar produção do Santa Cruz, mas quer fugir do estilo picape tradicional

Hyundai volta a cogitar produção do Santa Cruz, mas quer fugir do estilo picape tradicional

O mercado de autos está cada vez mais dinâmico, e isso obriga as empresas posicionadas no setor a investirem em novidades capazes de surpreender e cativar o público, que naturalmente está cada vez mais exigente. Leia também:
  • Onix confirma favoritismo em março e fecha o mês na liderança de vendas, Gol é o 5º – Veja
  • Com poucos dias de vendas, Honda HR-V já encosta nos líderes entre crossovers de entrada – Veja
  • Fiat lança Jeep Renegade custando a partir de R$ 66.900 – versão Diesel custa R$ 99.900
Talvez seja sabendo disso que a Hyundai começou a cogitar novamente a possibilidade de colocar no mercado a versão final de um de seus conceitos mais badalados dos últimos anos: o Santa Cruz. A seguir você confere as últimas informações relacionadas ao assunto.

Hyundai volta a cogitar produção do Santa Cruz, mas quer fugir do estilo picape tradicional



Em entrevista concedida nos últimos dias, o CEO da Hyundai para a América do Norte, Dave Zuchowski, deixou mais uma vez explícito o desejo que a marca tem de colocar em produção o Santa Cruz. As declarações do executivo em um site australiano conhecido como “CarAvice”, sugeriram que o lançamento do novo modelo é de grande importância para a empresa, e a meta seria atingir um novo perfil de público. Inicialmente a tendência é que o modelo possa chegar ao mercado em algum momento de 2017, deixando pra trás, contudo, o rótulo de “picape tradicional” e apostando em desenho e características consideravelmente inovadoras. Na prática, segundo as declarações de Zuchowski, o modelo deverá combinar os espaços e características de um crossover à praticidade típica de um veículo com caçamba. “Faremos algo diferente. Não apostaremos em ampla capacidade de carga, altura elevada em relação ao solo ou tração extra para puxar reboques. Não podemos chamá-la de picape”, disse ele. O conceito Santa Cruz foi apresentado em janeiro desse ano no Salão de Detroit, e pôde ser visto com motor 2.0 turbodiesel de 192 cavalos com 41,3 kgfm de torque máximo e consumo declarado de 12,8 km/l. Não obstante, também foi observada uma tração integral tipo HTRAC. Nesse conjunto as características como capacidades de carga e reboque não chegaram a ser exploradas, confirmando que a intenção da Hyundai parece ser mesmo a de chamar a atenção de compradores de sedãs e crossovers, e não necessariamente dos adeptos de picapes tradicionais. No caso de todo o previsto se confirmar, a marca poderá encontrar pela frente a concorrência de outras grandes marcas como a Fiat e a Renault, que no Brasil já acenou com a possibilidade de investir em picapes médias com carroceria monobloco.

Fonte: R7
Publicado em: 2015-04-09T10:38:46-03:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário