30 de abr de 2015

Ghosn gostou da entrada da Apple entre os veículos elétricos

Ghosn gostou da entrada da Apple entre os veículos elétricos



Tem horas que qualquer concorrência pode ser benéfica. Principalmente se é necessário reforçar a oferta em um segmento ainda incipiente, como o de carros elétricos. É a visão do chefão do grupo Renault-Nissan, Carlos Ghosn. O executivo nascido brasileiro mostrou-se empolgado com a entrada da Apple no mercado de carros elétricos. Para quem não lembra, a Nissan prometeu viabilizar os carros elétricos e, além do sucesso do Leaf, está se dando bem com a linha de emissões zero da Renault. Então dá para entender a reação dele quando a Apple anunciou que faria um carro elétrico comercialmente viável até 2020. Segundo o site especializado Adweek, Ghosn afirmou que "quando a Apple afirma que virá com um carro elétrico até 2020, são boas notícias para nós". De acordo com o executivo, qualquer companhia que seja capaz de expandir a oferta de veículos do tipo, será bem-vinda. Outras como a General Motors não aceitaram tão bem. Olha que o próximo desafio da Apple ainda é o carro autônomo, algo que a Nissan prometeu viabilizar no mercado até, vejam só, 2020. Seja como for, faz sentido. A ofensiva do fabricante de eletrônicos não será pequena. Claro que, ainda hoje, muitos produtos lançados pelas gigantes digitais não conseguem virar no mercado. Mas alguém duvida que um carrinho elétrico da Apple não vá virar fetiche na mão dos geeks?

Fonte: R7
Publicado em: 2015-03-07T10:42:00-03:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário