22 de jul de 2014

Verdadeiro Aston Martin do James Bond é vendido por R$ 1,2 milhão

Verdadeiro Aston Martin do James Bond é vendido por R$ 1,2 milhão



Qual é o Aston Martin de James Bond? O enigma parece tão óbvio quanto a velha piada, qual é a cor do cavalo branco de Napoleão? Porém, a resposta não é o DB5. Está certo que o cupê foi imortalizado pelos primeiros filmes do Sean Connery e apareceu com destaque noutros filmes da série, incluindo o último de 2012. Contudo, outros Astons fizeram parte da vida do espião e, segundo especialistas, um em particular serviu de inspiração para o autor Ian Flemming: o DB2/4. É justamente um modelo desses ano 1954 que foi levado a leilão pela Coys na Inglaterra no último final de semana. Trata-se de um DB2/4 MK1 Vantage. Foi o primeiro Aston criado sob a batuta de David Brown e, além disso, também introduziu o bocão com as pontas esgarçadas. Nesse ano/modelo, ganhou um novo motor 3.0 no lugar do antigo 2.6. Projetado originalmente por W.O. Bentley, o seis em linha rende 140 cv. Junto com o porta-malas acessado por uma prática tampa estilo hatch e bancos suplementares traseiros para crianças, era um cupê capaz de atrair pais de família. E até espiões.  Esse modelo pertenceu a Phillip Ingram Cunliffe-Lister, filho de Lord Swinton. Seu pai era confidente do primeiro ministro Winston Churchill e chefe do famoso MI5, o serviço de contraespionagem britânico. Também era o chefe do Ian Fleming, criador do 007, que via o carro estacionado perto da sua casa quase que diariamente. Dá para entender por que o espião apaixonado pelo seu velho Bentley o trocou por um DB2/4. Curiosamente, o cupê tem uns equipamentos que parecem ter sido instalados pelo preparador do serviço secreto britânico Q. Entre eles, para-choques reforçados, rádio de duas vias com embaralhador, sistema de ignição de alta capacidade para resistir à interferências, entre outros. Ele não chegou a ser leiloado, mas logo depois do evento a leiloeira recebeu uma proposta de venda no valor de 320 mil libras esterlinas de um comprador não identificado. Dá uns R$ 1,2 milhão, nada mal. Bem mais do que um modelo do mesmo ano costuma ser leiloado. 

Publicado em: 2014-07-17T20:21:00-03:00
Ler mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário